Notícia

Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo

#Cineciência traz debate online ao vivo sobre o filme Blade Runner 2049

Publicado em 20 julho 2020

Pesquisadores Lucia Santaella e Fábio Fernandez, especialistas em semiótica, discutem as questões sobre futuro e inteligência artificial apresentadas pelo longa de Denis Villeneuve. Atividade acontece no dia 26 de julho, no canal do MIS no Youtube

No próximo domingo, 26 de julho, o #CineCiência, tradicional programa mensal do MIS – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo-, que apresenta a cada edição um filme em longa-metragem de variados gêneros e promove em seguida um bate-papo com especialistas, ganha mais uma live. A atividade, que acontece dentro da campanha virtual #MISemCasa, discutirá o filme Blade Runner 2049 (dir. Denis Villeneuve, EUA, 2017, 164 min, 14 anos). O público de casa pode ver ou rever longa em diversas plataformas de streaming (como o Telecine Play) e participar com perguntas aos especialistas no dia 26, às 17h, ao vivo, no Canal do MIS no Youtube.

Com mediação de José Luiz Goldfarb, curador do projeto, os convidados desta edição serão Lucia Santaella, professora da PUC-SP e uma das principais divulgadoras da semiótica e do pensamento de Charles Peirce no Brasil, contando com mais de quarenta livros publicados, e Fabio Fernandez, professor da PUC-SP nos cursos de Tecnologia em Jogos Digitais, mestre e doutor em Comunicação e Semiótica pela mesma universidade, pós-doutor pela ECA-USP (2012) e formado pelo Clarion West Writers Workshop (2013).

O #MISemCasa acontece em conjunto com o #Culturaemcasa, desenvolvido pela Secretaria de Cultura, por conta da orientação do Centro de Contingência do Covid-19 – que determinou que os equipamentos culturais do Governo do Estado de São Paulo tenham o seu funcionamento suspenso temporariamente.

O MIS conta com patrocínio máster de Youse, patrocínio de Kapitalo Investimentos, Denso e Cielo, e apoio institucional de TozziniFreire Advogados.

Sobre o filme

California, 2049. Após os problemas enfrentados com os Nexus 8, uma nova espécie de replicantes é desenvolvida, de forma que seja mais obediente aos humanos. Um deles é K (Ryan Gosling), um blade runner que caça replicantes foragidos para a polícia de Los Angeles. Após encontrar Sapper Morton (Dave Bautista), K descobre um fascinante segredo: a replicante Rachel (Sean Young) teve um filho, mantido em sigilo até então. A possibilidade de que replicantes se reproduzam pode desencadear uma guerra deles com os humanos, o que faz com que a tenente Joshi (Robin Wright), chefe de K, o envie para encontrar e eliminar a criança

CONVIDADOS

Lucia Santaella é pesquisadora 1 A do CNPq, graduada em Letras Português e Inglês. Professora titular no programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da PUCSP, com doutoramento em Teoria Literária na PUCSP em 1973 e Livre-Docência em Ciências da Comunicação na ECA/USP em 1993. É Coordenadora da Pós-graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital, Diretora do CIMID, Centro de Investigação em Mídias Digitais e Coordenadora do Centro de Estudos Peirceanos, na PUCSP. É presidente honorária da Federação Latino-Americana de Semiótica e Membro Executivo da Associación Mundial de Semiótica Massmediática y Comunicación Global, México, desde 2004. É correspondente brasileira da Academia Argentina de Belas Artes, eleita em 2002. Foi eleita presidente para 2007 da Charles S. Peirce Society, USA. É também um dos membros do Advisory Board do Peirce Edition Project em Indianapolis, USA e um dos membros do Bureau de Coordenadores Regionais do International Communicology Institute. Foi ainda membro associado do Interdisziplinäre Arbeitsgruppe für Kulturforschung (Centro de Pesquisa Interdisciplinar em Cultura), Universidade de Kassel, 1999-2009. Recebeu o prêmio Jabuti em 2002, 2009, 2011 e 2014, o Prêmio Sergio Motta, Liber, em Arte e Tecnologia, em 2005 e o prêmio Luiz Beltrão-maturidde acadêmica, em 2010. Foi professora convidada pelo DAAD na Universidade Livre de Berlin, em 1987, na Universidade de Valencia, em 2004, na Universidade de Kassel, em 2009, na Universidade de Évora em 2010, na Universidad Nacional de las Artes, Buenos Aires, 2014, na Universidade Michoacana de San Hidalgo, México, 2015 e na Universidade de Caldas, Colômbia, a partir de 2018. Foi pesquisadora associada no Research Center for Language and Semiotic Studies em Bloomington, Universidade de Indiana, em repetidos estágios de pesquisa, especialmente em 1988, pela Fulbright, Nessa mesma universidade, fez pós-doutorado em 1993, pelo CNPq. Desde 1996, tem feito estágios de pós-doutorado em Kassel, Berlin e Dagstuhl, Alemanha, sob os auspícios do DAAD/Fapesp. 258 mestres, doutores e pós-doutores defenderam seus títulos sob sua orientação, de 1978 até o presente e supervisionou 12 pós-doutorados. Tem 50 livros publicados, dentre os quais 6 são em co-autoria e dois de estudos críticos. Organizou também a edição de 21 livros. Além dos livros, Lucia Santaella tem mais de 400 artigos publicados em periódicos científicos no Brasil e no Exterior. Suas áreas mais recentes de pesquisa são: Comunicação, Semiótica Cognitiva e Computacional, Inteligência Artificial, Estéticas Tecnológicas e Filosofia e Metodologia da Ciência.

Fabio Fernandez – Possui graduação em Comunicação – Faculdades Integradas Hélio Alonso (1993), mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2008) e pós-doutorado na ECA-USP (2012). Formado pelo Clarion West Writers Workshop (2013). É professor assistente mestre da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, no curso de Tecnologia em Jogos Digitais. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Jornalismo Especializado (Cultural, Comunitário, Empresarial, Científico), atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura, Cibercultura, Cyberpunk, Ficção Científica, Jogos, Novas Mídias, Moda, Design e Coolhunting. Traduziu dezenas de livros, entre os quais Laranja Mecânica, Neuromancer e A Era das Máquinas Espirituais, e tem quatro livros publicados, A Construção do Imaginário Cyber, Os Dias da Peste, No Tempo das Telas e De A a Z: Dicas para Escritores. Tem textos acadêmicos e de ficção publicados em vários países. É membro da Science Fiction Research Association, da British Science Fiction Association e da Utopian Studies Society. Atualmente desenvolve pesquisa ligada à narrativa de sociedades utópicas.

MEDIADOR/CURADOR – José Luiz Goldfarb – Possui graduação em Física pela Universidade de São Paulo (1978), mestrado em Filosofia e História da Ciência – McGill University, Canadá (1980) e doutorado em História da Ciência pela Universidade de São Paulo (1992). Atualmente é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Diretor da EDUC e presidente da Cátedra de Cultura Judaica da PUC/SP. Coordenador do projeto #Rede MIS, no Museu da Imagem e do Som de São Paulo. Tem experiência na área de História, com ênfase em História das Ciências.

S e r v i ç o

#cineciência| Blade Runner 2049

26 de julho, às 17h, no canal do youtube do mis