Notícia

FAPESP Na Mídia

CIETEC: O MAIOR CENTRO DE INCUBADORAS DA AMÉRICA LATINA

Publicado em 01 maio 2002

O Cietec - Centro Incubador de Empresas Tecnológicas, maior centro incubador da América Latina, foi criado em abril de 98 por um convênio entre a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, o Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo), a USP (Universidade de São Paulo), o IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) e o IPT Instituto de Pesquisas Tecnológicas). O centro incubador é uma nova forma de incentivo ao desenvolvimento de tecnologia, muito popular no exterior e que está a cada dia se fortalecendo mais no Brasil. Seu objetivo é incubar empreendimentos de base tecnológica de forma a ampliar o índice de sobrevivência e a competitividade dessas empresas, objetivando o crescimento da economia brasileira, o aumento da geração de empregos qualificados e melhores resultados para a balança comercial do país. O Cietec apóia projetos de base tecnológica em diversas áreas, como Genética. Internet, Educação à Distância, entre outras. AQUECEDOR SOLAR DE BAIXO CUSTO É DESTAQUE DA FEICON, FEIRA DE CONSTRUÇÃO NO ANHEMBI Um aquecedor solar de água de baixo custo para ser implantado em residências que custa menos de 150 reais. Esta é novidade que a Sociedade do Sol. ONG pesquisadora na área de energia renovável, incubada pelo Cietec, apresentou na FEICON. Feira de Construção, este ano. Do tipo "faça-você-mesmo", o aquecedor solar de baixo custo foi desenvolvido para ser instalado nos tetos das residências, diminuindo consideravelmente o consumo de energia do chuveiro elétrico. O projeto, sem fins lucrativos, abriga uma série. de aquecedores cujo valor final para o usuário varia de R$ 20,00 a R$ 150.00 empresa foi a gravação de um chassis de carro impossível de ser alterado. Graças a sua tecnologia em laser, a Lasertools faz com mais precisão, qualidade e economia quase tudo que as empresas que utilizam as ferramentas convencionais executam, além de realizar com êxito tarefas que antes seriam impossíveis sem o uso do laser. Atual-mente. a tecnologia a laser, está atrelada a funções ilimitadas devido as suas características, flexibilidade, versatilidade e precisão. Por estes motivos, a empresa tem atendido clientes de todo o país e até companhias estrangeiras, entre elas a Ford americana e Telefônica. CIENTISTAS BRASILEIROS DESPERTAM ATENÇÃO DE INVESTIDORES DO MUNDO TODO AO FINALIZAR PROTÓTIPO DA CÉLULA COMBUSTÍVEL QUE VIABILIZA CARRO A HIDROGÊNIO E ENERGIA ALTERNATIVA As empresas sediadas no Cietec desenvolvem pesquisas para produtos e serviços com alto jirau tecnológico, principalmente nas áreas de Biotecnologia. Biomedicina, Química. Materiais. Meio Ambiente. Técnicas Nucleares. Tecnologia da Informação e Softwares Especiais. As empresas incubadas usufruem de facilidades técnicas e operacionais da Universidade de São Paulo (USP), do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), que incluem laboratórios em todas as áreas de conhecimento humano e o apoio de técnicos e pesquisadores das entidades envolvidas. Além disso, os residentes têm acesso à assessorias em gestão tecnológica, captação de recursos, finanças, marketing estratégico e direito. LASERFOOLS DESENVOLVE TECNOLOGIA A LASER DE ALTA PRECISÃO PARA A GRAVAÇÃO EM DIVERSOS MATERIAIS E CRIA PROCESSO INÉDITO E INALTERÁVEL DE GRAVAÇÃO EM CHASSIS DE CARRO Um tipo de laser que oferece um dos mais altos níveis de precisão já encontrado no mundo é uma das mais importantes tecnologias desenvolvidas pela Lasertools, empresa que está sob tutela do Cietec, desde a criação da entidade, há três anos. Atuando hoje como uma prestadora de serviços do tipo Job Shop, a empresa realiza a gravação de uma enorme gama de materiais duros por meio de lasers de nd: YAG, laser de estado sólido ideal para o processamento em altíssima precisão de metais, cerâmicas e compósitos. Um dos trabalhos mais interessantes produzidos pela Cerca de 25 investidores de capital nacional e estrangeiro já apresentaram propostas concretas de investimento para a tecnologia nacional da Célula Combustível criada pela Electrocell, fundada há 3 anos e tutelada pelo Cietec. Graças ao apoio da incubadora, os empreendedores da Electrocell, o engenheiro eletrônico Gilberto Janólio e o engenheiro químico Gerhardt Ett, conseguiram finalizar o protótipo da Célula de Combustível. Trata-se de uma espécie de pilha que combina átomos de hidrogênio e oxigênio, gerando energia por corrente elétrica e tendo como resíduo apenas vapor d água. A solução viabiliza o carro a hidrogênio, mas também funciona como uma forma alternativa de energia para i ser usada em outras aplicações. O novo protótipo, também chamado pelos cientistas de "célula estacionária", foi desenvolvido para funcionar como um gerador de energia em residências, condomínios, edifícios residenciais, edifícios comerciais e empresas. O projeto surge como "uma luz no fim do túnel" em tempos de crise de energia elétrica e é uma alternativa aos combustíveis poluentes, já que é uma fonte de energia que emite apenas vapor d'água como resíduo.