Notícia

IG

Cientistas restauram com células-tronco memória de camundongos que tiveram danos cerebrais

Publicado em 31 outubro 2007

Células-tronco neurais poderão ajudar a restaurar a memória de pessoas que sofreram danos cerebrais, indica pesquisa realizada na Universidade da Califórnia em Irvine (UCI), nos Estados Unidos.

No estudo, camundongos com danos cerebrais tiveram a memória restabelecida em níveis semelhantes aos encontrados em animais saudáveis, depois de receber tratamento com células-tronco por três meses. Os resultados do trabalho foram publicados na edição desta quarta-feira (31/10) da revista Journal of Neuroscience.

Segundo os autores, as células-tronco secretaram proteínas conhecidas como neurotrofinas, que protegeram da morte as células vulneráveis, resgatando a memória. O sucesso do experimento sugere que uma droga que aumente a produção dessas proteínas poderia ser desenvolvida para restaurar a capacidade de lembrar em pacientes com perda neuronal.

"Nosso trabalho fornece claras evidências de que as células-tronco podem reverter a perda de memória", disse Frank LaFerla, professor de neurobiologia e comportamento da UCI. "Isso nos dá esperanças de que as células-tronco poderão, algum dia, ajudar a restaurar a função cerebral de humanos que sofram de uma ampla gama de doenças e danos que impedem a formação da memória."

Leia mais na Agência Fapesp.