Notícia

Goiasnet

Cientistas identificam mutações genéticas ligadas à gagueira

Publicado em 18 fevereiro 2010

Estudo publicado no periódico científico "New England Journal of Medicine" relaciona a gagueira (disfemia) a mutações em três genes: GNPTAB, GNPTG e NAGPA, todos na região do cromossomo 12.

O trio afeta o desempenho do lisossomo, partícula que contém as enzimas atuantes na "digestão" intracelular. Problemas no lisossomo têm sido associados a sintomas neurológicos e ósseos.

A próxima etapa da pesquisa será um estudo epidemiológico mundial para determinar melhor o porcentual da população que carrega uma ou mais dessas variantes genéticas.

A disfemia atinge cerca de 1% da população mundial. "Há centenas de anos as causas da gagueira têm permanecido um mistério. Pela primeira vez, pudemos identificar mutações genéticas específicas como causas potenciais dessa desordem. A descoberta poderá ampliar grandemente as possibilidades de tratamento", afirmou James Battey, diretor do Instituto Nacional de Surdez e outras Desordens de Comunicação dos EUA.

G1*

*Com informações da Agência Fapesp