Notícia

Agência C&T (MCTI)

Cientistas dos EUA encontram "avós" da Via Láctea

Publicado em 09 janeiro 2008

Um grupo de astrônomos americanos anunciou ontem a descoberta de galáxias que estão entre as primeiras a se formar, em um momento em que o Universo tinha apenas 2 bilhões de anos, informou a Agência Fapesp. Com formação espiral, essas galáxias podem ser consideradas as avós da Via Láctea, segundo os cientistas.

Os dois objetos são relativamente pequenos, com em média um décimo do tamanho e um vigésimo da massa da Via Láctea. Elas também contam com menor número de estrelas, cerca de 40 vezes menos. Como o Universo tem cerca de 13,7 bilhões de anos, os astrônomos dizem que a luz dessas galáxias viajou por quase 12 bilhões de anos até chegar à Terra.

Os cientistas dizem que só conseguiram identificar as formações com ajuda do telescópio Hubble, pois ao serem observadas por telescópios na superfície, os objetos pareciam estrelas individuais. Segundo Eric Gawiser e Caryl Gronwall, do Departamento de Astronomia e Astrofísica da Universidade Penn State, a descoberta pode ajudar a entender a nossa galáxia.

"Sabíamos que galáxias espirais tinham que evoluir a partir de galáxias com pequena massa, como essas, mas o desafio era encontrá-las. Galáxias da infância do Universo já haviam sido descobertas, mas eram maiores e evoluíram para galáxias elípticas, não espirais", disse Eric Gawiser, professor do Departamento de Física e Astronomia da Universidade Rutgers.