Notícia

Vida & Ação

Cientistas derrubam mitos sobre coronavírus usando até perfis no Tik Tok

Publicado em 10 novembro 2020

Por Redação

A cientista Jaqueline Goes de Jesus ganhou visibilidade depois de sequenciar os primeiros genomas do novo coronavírus na América Latina e agora faz parte do grupo de pesquisadores da ação global #EquipeHalo – em inglês #TeamHalo –, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Eles aceitaram o desafio de atualizar e aproximar o público de seus trabalhos em perfis nas redes sociais. Acesse o site oficial do projeto aqui.

A campanha envolve profissionais de vários países do mundo e de respeitadas instituições, como a Universidade de São Paulo (USP), Harvard, Imperial College London e Wits University, que estão em busca da vacina para pôr fim à pandemia. A iniciativa revela o cotidiano dos cientistas, chamados de “guias”, que trabalham com pesquisas sobre a Covid-19.

De forma voluntária, eles contam suas histórias e postam vídeos que destacam a seriedade e o empenho de todos em conter a pandemia, além de responder perguntas do público e esclarecer sobre boatos e informações incorretas. Os cientistas desejam enfatizar a natureza global do trabalho e reconhecer a contribuição de milhares de pessoas ao redor do mundo para conter a pandemia.

Para a pesquisadora Jaqueline Goes de Jesus, desenvolver uma comunicação mais acessível e didática com o público é gratificante: “Trazer informações para a população sobre o que temos feito em uma linguagem mais simples é uma forma de devolver à sociedade todo o investimento que tem sido feito ao longo dos anos. Eu criei um perfil no TikTok para começar a produzir conteúdos para o projeto e estou gostando bastante. Estou aprendendo a usar a ferramenta e descobrindo um mundo de possibilidades criativas”. Os vídeos dela podem ser vistos aqui.

Além da cientista, o Brasil conta com mais três guias: os pesquisadores Natalia Pasternak, Gustavo Cabral de Miranda e Rômulo Neris. Novos nomes serão anunciados em breve.

Natalia Pasternak atua como pesquisadora visitante do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, no Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas (LDV), e diretora-presidente do Instituto Questão de Ciência. Gustavo de Miranda lidera a pesquisa de desenvolvimento de vacinas contra o novo coronavírus, assim como vacinas para chikungunya e zika vírus, no Departamento de Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas da USP. Enquanto Rômulo Neris tem como foco de sua pesquisa de doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro a forma como o sistema imune reage ao novo coronavírus.

Melissa Fleming, sub-secretária-geral de Comunicação Global da ONU, conta que a desinformação minou a confiança do público nas vacinas. “A #EquipeHalo pretende recuperar essa confiança. São pessoas incríveis fazendo a ciência ser parte de uma colaboração global. Devemos comemorar o fato destes profissionais nos ajudarem a colocar um fim nesta terrível pandemia”, declara. A ação ainda conta com o apoio do Verificado, outra iniciativa global da ONU, Vaccine Confidence Project e GAVI – Aliança das Vacinas.

BIOGRAFIAS

Jaqueline Goes de Jesus (Perfil no TikTok)

Jaqueline Goes de Jesus é uma das responsáveis pelo sequenciamento genético do novo coronavírus dos primeiros casos de COVID-19 na América Latina. Atualmente, é pesquisadora bolsista FAPESP, em nível de pós-doutorado, no Instituto de Medicina Tropical de São Paulo – Universidade de São Paulo (IMT-USP), no âmbito do CADDE – Brazil-UK Centre for Arbovirus Discovery, Diagnosis, Genomics and Epidemiology (http://caddecentre.org). Também desenvolve pesquisas na área de arboviroses emergentes.

A cientista é graduada em Biomedicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, mestre em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa (PgBSMI) pelo Instituto de Pesquisas Gonçalo Moniz – Fundação Oswaldo Cruz (IGM-FIOCRUZ) e Doutora em Patologia Humana pela Universidade Federal da Bahia em ampla associação com o IGM-FIOCRUZ. Currículo Lattes

Natalia Pasternak (Perfil no TikTok)

Natalia Pasternak atua como pesquisadora visitante do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo, no Laboratório de Desenvolvimento de Vacinas (LDV). É membro da Science Teaching Fellows Alumni Community da American Society for Microbiology, editora da revista “Questão de Ciência” e diretora presidente do Instituto Questão de Ciência (www.iqc.org.br), a primeira instituição brasileira para promoção de pensamento crítico e políticas públicas baseadas em evidências científicas. É colunista do jornal O Globo, das revistas The Skeptic (Reino Unido) e Veja Saúde e autora do livro “Ciência no Cotidiano”, da editora Contexto.

Ela é formada em ciências biológicas pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) e tem PhD com pós-doutorado em Microbiologia, na área de Genética Molecular de Bactérias pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP). Foi diretora no Brasil do Festival Internacional de Divulgação Científica Pint of Science – Um Brinde à Ciência, coordenando palestras em 85 cidades. Currículo Lattes

Gustavo Cabral de Miranda (Perfil no TikTok)

Cientista/Pesquisador na FAPESP, Gustavo lidera a pesquisa de desenvolvimento de vacinas contra o coronavírus gerador da COVID-19, assim como vacinas para chikungunya e zika vírus, no Departamento de Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas da USP. A estratégia de pesquisa para produção das vacinas é baseada no uso de “partículas semelhantes a vírus” (VLPs, na sigla em inglês), tema de seus pós-doutorados no Instituto Jenner (Universidade de Oxford), na Inglaterra, e no Hospital Universitário Inselspital (Universidade de Berna), na Suíça. O pesquisador saiu do pequeno povoado de Creguenhém, no município de Tucanos (BA), para estudar ciências biológicas na Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

Graças a bolsas de investimento à pesquisa, conseguiu também concluir o mestrado em Imunologia na Universidade Federal da Bahia (UFBA) e o doutorado no Departamento de Imunologia do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB-IV) da Universidade de São Paulo (USP). Gustavo fez também um doutorado sanduíche na unidade de investigação Biomark, Sensor Research, do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP), em Portugal. Currículo Lattes

Rômulo Neris (Perfil no TikTok)

Rômulo Neris é biofísico, mestre em ciências (Microbiologia), pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e doutorando em Imunologia e Infecção na mesma instituição. O biofísico estuda vírus desde 2010 e sua especialidade é entender como o nosso sistema imune se comporta durante as infecções virais. Ele estava em período sanduíche na University of California-Davis e retornou ao Brasil durante a pandemia para estudar o novo coronavírus. Parte de sua pesquisa é financiada pela organização americana Dimensions Sciences.

Seu projeto busca entender quais são os mecanismos que fazem com que o nosso corpo desenvolva imunidade contra o Sars-CoV-2 (nome do novo coronavírus que provoca a COVID-19) e porque algumas pessoas têm complicações enquanto outras só desenvolvem sintomas leves da doença. Desde o início da pandemia, tem sido consultor de diversos veículos de mídia sobre infecção pelo vírus e imunidade, tratamentos e vacinas contra a COVID-19. Currículo Lattes

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
O Dia (Rio de Janeiro, RJ)