Notícia

Rádio Caçula

Cientistas conseguem criar macacos com mistura de embriões pela primeira vez

Publicado em 06 janeiro 2012

Cientistas americanos conseguiram criar os primeiros primatas a partir de uma mistura de embriões. Os animais são compostos de uma mix de células de seis genomas distintos e, segundo os pesquisadores responsáveis pela novidade, estão saudáveis.

Em zoologia, isso é chamado de quimerismo e ocorre quando um animal tem duas ou mais populações de células geneticamente distintas com origem em diferentes zigotos. Isso extremamente raro em humanos e o termo deriva da mitologia grega, na qual quimera é uma figura mítica caracterizada por uma aparência híbrida de dois ou mais animais.

A reprodução foi obtida por cientistas de instituições de pesquisa no Oregon, Estados Unidos, e descrita em um artigo no site da revista científica Cell.

Segundo os autores, os resultados do estudo abrem caminho para muitas novas pesquisas com animais. Até então, apenas camundongos e alguns outros quiméricos, como coelhos e ovelhas, haviam sido reproduzidos.

De acordo com a Agência Fapesp, os primatas quiméricos nasceram após os cientistas terem reunido células de embriões de diferentes macacos-rhesus e aplicado a mistura em fêmeas. As células foram misturadas em embriões em estágio inicial, quando cada célula embriônica é totipotente.

Tentativas anteriores do grupo de Mitalipov de obter macacos quiméricos por meio da introdução de células-tronco embrionárias cultivadas em embriões - um método estabelecido em camundongos - falharam.

Fonte: R7