Notícia

Cruzeiro do Sul

Cientistas brasileiros desenvolvem software

Publicado em 20 fevereiro 2010

Depois de quatro anos de trabalho, um grupo de cientistas brasileiros concluiu o desenvolvimento de um ambiente computacional que, por meio de softwares livres de código aberto, permite modelar e estudar a distribuição de espécies biológicas em diferentes cenários.

Denominado openModeller, a novidade foi desenvolvida pelo Centro de Referência em Informação Ambiental (Cria), no âmbito de um Projeto Temático apoiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O trabalho foi feito em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCT) e com a Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP).

De acordo com Vanderlei Perez Canhos, coordenador do Temático e diretor-presidente do Cria, o openModeller foi concebido inicialmente para facilitar o acesso aos dados da rede Species Link um sistema distribuído de informação que integra, em tempo real, dados primários de coleções científicas e tem cerca de 180 coleções e 3,5 milhões de registros.

O Species Link foi desenvolvido pelo Cria entre 2001 e 2005, no âmbito do Biota-Fapesp, e se comunica com outras redes do Programa, como o Sistema de Informação Ambiental (SinBiota).