Notícia

Jornal Times Brasília

Cientista estuda pessoas que não pegam Covid nem desenvolvem anticorpo

Publicado em 31 março 2021

Mayana Zatz, geneticista da USP, procura voluntários que foram expostos ao vírus, mas não desenvolveram sintomas e nem anticorpos

Apesar de o mundo estar convivendo há mais de um ano com o coronavírus, ainda há muito a se descobrir sobre o vírus e como ele afeta cada pessoa. Enquanto há casos de reinfecção por variantes, há também situações em que o indivíduo tem contato direto e íntimo com uma pessoa infectada (um casal, por exemplo), mas um deles não chega a desenvolver sintomas.

Na tentativa de entender por que o coronavírus age de maneira tão diferente de pessoa para pessoa, a geneticista Mayana Zatz, da Universidade de São Paulo (USP) e Fapesp, procura pessoas que foram expostas ao vírus, mas não tiveram sintomas ou desenvolveram anticorpos.

A ideia é descobrir como o organismo desses pacientes vai se comportar ao receber a vacina, se vai criar anticorpos e desvendar como o corpo se protegeu do vírus. Mayana faz pesquisas sobre o genoma humano e doenças genéticas e irá incluir o coronavírus no estudo.

A pesquisa ainda está na fase de recrutamento de voluntários. Quem quiser participar pode entrar em contato com os cientistas do grupo de Mayana enviando um e-mail para estudocovid@gmail.com.