Notícia

Olhar Direto

Cientista descobre como produzir veneno de jararaca articialmente

Publicado em 28 dezembro 2006

Uma pesquisadora do Instituto Butantan desenvolveu uma metodologia para cultivar a célula produtora do veneno da jararaca, a serpente mais comum do Brasil. A elaboração da substância in vitro pode ter importantes conseqüências ambientais, já que dispensa o uso dos animais para a pesquisa sobre venenos e produção de soro.
O estudo, liderado pela pesquisadora Norma Yamanouye, mostrou como as células isoladas em cultura se agregavam e formavam um ácido que secretava veneno. O estudo, segundo a Agência Fapesp, será publicado na edição de janeiro da revista Nature Protocols.
Com a descoberta, Norma pretende fazer com que as células se reproduzam indefinidamente, sobrevivendo fora do organismo do animal. "Com isso, esperamos conseguir uma linhagem de células secretoras que possibilitará produzir o veneno em cultura", disse.
A pesquisadora destaca também que, sem a necessidade de criar serpentes em cativeiro, o impacto ambiental seria positivo. "Se pudermos produzir o veneno em laboratório, sem dúvida haverá redução da mortalidade desses animais", afirmou a pesquisadora.