Notícia

Agenciara (Araraquara)

Cientista da UNESP de Araraquara cria biomaterial que regenera dentes em 15 dias

Publicado em 22 setembro 2010

A Doutoranda do Instituto de Química - IQ da UNESP de Araraquara, Sybele Saska, criou uma membrana que pode substituir os atuais tratamentos para regenerar pequenos traumas nos dentes.

O produto tem como base a celulose da bactéria Acetobacter xylinum, um micro-organismo facilmente encontrado em frutas e legumes em decomposição.

Testes de labotarório e um ensaio-piloto em coelhos demonstraram que o biomaterial recupera tecidos ósseos em um período de 7 a 15 dias, dependendo do tamanho do dano.

Só defeitos ósseos pequenos podem ser tratados com a película, posicionada sobre a região traumatizada. As lesões podem ser causadas, por exemplo, ao redor de um implante dentário, em processos de extração de dente ou quando há cistos ósseos. O biomaterial não substitui pinos, placas e parafusos de titânio.

O produto foi desenvolvido em cerca de um ano e meio, e sua patente foi depositada em maio, com auxílio da FAPESP. Testes em ratos estão previstos para o primeiro semestre de 2011. O estudo de Sybele Saska foi considerado o melhor na categoria materiais dentários na 88ª Sessão Geral da Associação Internacional de Pesquisa Dentária em Barcelona na Espanha. As informações são da assessora de comunicação da Universidade Estadual Paulista, Cínthia Leone.

Redação