Notícia

FAPESP Na Mídia

Ciência e Tecnologia

Publicado em 01 abril 1999

Luís Carlos Bresser, Presidente do Conselho Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico. CNPq, em entrevista a Notícias Fapesp, (jan/fev,99) não espera alcançar a meta de aumentar os gastos para Ciência e Tecnologia em 2% do PIB, nos próximos anos, em face da crise no país. Dos cortes no orçamento (40% no custeio), apenas as verbas destinadas às bolsas não serão afetadas. Mudanças na estrutura da FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) vão acontecer, transformando-a em agência executora da política da Secretaria do Desenvolvimento Tecnológico. No CNPq, o ministro está criando três vice-presidências - uma para ciências exatas e engenharia, uma para ciências biológicas e biotecnologia e outra para ciências humanas e sociais, de forma a tornar a política de C&T, no seu entender, "mais coerente, mais transparente e garantir que o sistema de peer review, ou análise dos pares, seja estendido para todos os recursos do ministério e não apenas para uma parte deles". O novo regimento do CNPq, ao contrário do atual, exigirá que seus vice-presidentes sejam "cientistas de competência reconhecida pela comunidade, ao passo que, no passado o CNPq teve vários presidentes que não eram cientistas nem tinham a menor noção da distinção entre Estado e governo". Outros diversos aspectos como o Pronex, política de C&T, pesquisa, foram abordados nesta interessante entrevista pelo Titular da Pasta de Ciência e Tecnologia a Fapesp, esclarecendo importantes questões que interessam a todos nós.