Notícia

IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas

Cidades inteligentes

Publicado em 18 dezembro 2017

O novo projeto ‘Cidades Inteligentes’ tem sinergia com proposta aprovada recentemente pela Fapesp, no âmbito do edital de modernização dos institutos estaduais de pesquisas. O projeto do IPT está entre os 12 aprovados pelo Conselho Superior da Fundação, devendo receber recursos da ordem de 11 milhões de reais.

A ideia é aplicar no campus do Instituto diversas soluções que os municípios hoje têm à disposição no mercado, “além de outras soluções desenvolvidas por nós mesmos, para sermos capazes de apoiar os gestores públicos para tomarem as melhores decisões de modernização de seus municípios”, explicou a diretora de Inovação do IPT, Zehbour Panossian.

Segundo a diretora, “diversos municípios do Estado de São Paulo já estão aplicando parte das soluções, mas ainda há muitas dúvidas a respeito dos potenciais benefícios. Esperamos suprir essa lacuna de informações e ajudar levar inovação para os municípios de todo o Estado.”

Serviço – O IPT disponibiliza, na íntegra, o documento que orienta os possíveis interessados em contribuir com ideias e que eventualmente possam tornar-se parceiros neste projeto.

Projeto Cidades Inteligentes

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo S.A. – IPT torna pública a intenção de prospectar empresas e demais pessoas jurídicas interessadas em contribuir com ideias e apoiar, por meio de parcerias para a montagem de infraestrutura, o Projeto “Cidades Inteligentes”, convidando as interessadas a participar de um Workshop para exposição, detalhamento e debate das atividades envolvidas, a ser realizado em 23.01.2018, das 9h00 às 12h00 no Auditório do Bionano – localizado no Prédio 50 do IPT, por meio da inscrição no seguinte endereço: https://goo.gl/forms/v4lZYlrdgBIzspqk1.

O Projeto Cidades Inteligentes tem por objetivo a criação e operação, no campus do IPT, de um ambiente para demonstração de tecnologias de cidades inteligentes (incluindo edificações inteligentes), e servirá como uma referência para os gestores públicos municipais interessados em aplicar soluções em seus municípios.

São esperadas contribuições em temas que incluem:

A) Tecnologias aplicáveis ao ambiente urbano

i. Inspeção de galerias pluviais

ii. Monitoramento móvel de poluição atmosférica

iii. Gestão de vagas públicas de estacionamento

iv. Monitoramento de ruído ambiental

v. Drones e suas aplicações

vi. Prevenção de desastres Naturais (Inundação, Alagamento e Deslizamentos)

vii. Modelagem de informações de subsolo (GeoBIM)

viii. Gestão de tráfego urbano

ix. Gestão de resíduos sólidos

x. Infraestrutura de redes digitais

B) Tecnologias aplicáveis a edificações inteligentes

xi. Monitoramento de Recalques de Edificações

xii. Aproveitamento da Água De Chuva

xiii. Detecção e Alarme de Incêndio

xiv. Monitoramento de utilidades (água, luz etc.)

xv. Geração fotovoltaica de energia

Para as empresas e demais pessoas jurídicas que manifestarem efetivo interesse em apoiar o Projeto, em um primeiro momento serão celebrados Protocolo de Intenções com cláusula de confidencialidade. Posteriormente, será definida a modalidade de apoio a ser implementada, o que poderá ser realizado, conforme o caso, por meio de Contrato de Doação ou Comodato ou, ainda, mediante a celebração de um Termo de Cooperação Tecnológica para Parceria com o IPT.

Em nenhum caso haverá a obrigação, pelo IPT, de firmar qualquer tipo de contratação, exclusividade na parceria (caso esta venha a ser firmada) ou repasse de recursos financeiros pelo IPT para as interessadas.

Dúvidas poderão ser esclarecidas por meio do endereço inova@ipt.br.

São Paulo, 18 de dezembro de 2017.

DIRETORIA DE INOVAÇÃO E NEGÓCIOS