Notícia

Jornal Primeira Página

Ciclovias podem auxiliar no uso de bicicletas

Publicado em 30 outubro 2011

Por Audrey Fernandes

Algumas cidades já estudam e implantam ciclovias e ciclofaixas para facilitar o trânsito de bicicletas, principalmente por aqueles que utilizam como meio de transporte. Em São Carlos, é constante vermos alguns trabalhadores e, principalmente, estudantes transitando com bicicletas.

Em São Carlos, a Prefeitura Municipal realizou uma pesquisa de origem e destino com uma amostra de 6% da população. A pesquisa, realizada em 2010 em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), FAPESP e FIPAI, concluiu que 29% da população anda a pé; 26% de carro como motorista; 11% como passageiro; 19% se desloca de ônibus; 11% com outros meios de transporte e 3% de bicicleta.

Acredita-se, que o uso de bicicletas como meio de transporte pode aumentar quando a cidade estiver melhor estruturada para o uso em vias públicas. Para Mariana Ignatios, da Associação São Carlense de Ciclismo e que faz uso da bicicleta como seu principal meio de transporte, é necessário um local para a bicicleta andar, não necessariamente uma ciclovia. "Vias compartilhadas com ônibus, por exemplo, desde que com sinalização adequada, já ajudaria. Em Londres você não vê ciclovia, mas vê faixas compartilhadas com pedestres, por exemplo, as pessoas e os veículos estão habituados e a sinalização existe", explica. "É também uma questão de costume, não estamos acostumados a ver a bicicleta como meio de transporte, precisamos nos acostumar, pois o trânsito não tem mais para onde ir", acrescenta.

A prefeitura de São Carlos vem investindo em projetos para melhorar as condições de mobilidade e circulação da cidade para o transporte coletivo, tornando o trânsito de ônibus, automóveis, motocicletas e caminhões mais organizado, ágil e seguro. Além disso, vêm implementando outras ações como semáforos com onda verde e projetos de ciclovias com o intuito de promover a população, menos congestionamentos, viagens mais rápidas, menores custos de locomoção, menos poluição, menos acidentes e maior qualidade de vida.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, já existe verba para a construção de uma ciclovia da USP até a UFSCar. A primeira etapa do projeto será do Parque do Kartodromo até a rodoviária. Além deste, existe um projeto de construção de uma ciclovia com 7km na duplicação da avenida Guilherme Escatena e uma ciclofaixa na avenida Trabalhador São-carlense.

Recentemente, foram instalados 25 páraciclos na cidade em locais estratégicos, como Mercado Municipal, Paço Municipal, Parque Ecológico e em algumas secretarias municipais. Já existe a previsão para instalação em outros locais, como praças e escolas.

"Na verdade, para a pessoa que não esta acostumada em praticar atividades físicas, fica meio complicado pegar a bicicleta e de repente achar que será seu meio de transporte. Mas indico que comece uma vez por semana, aumente para duas e por ai. Não precisa ser radical, se estiver chovendo vá de ônibus ou de carro", comenta Mariana.