Notícia

Plantão News (MT)

Ciclo ILP - Fapesp discute a questão dos refugiados e migrantes

Publicado em 14 junho 2018

A questão dos refugiados e migrantes vai muito além das fronteiras que eles atravessam. Os desafios que eles enfrentam se desdobram em outros, envolvendo impactos sociais, culturais e econômicos que exigem políticas públicas e sensibilização da sociedade.

É em torno desse contexto que quatro pesquisadores discutirão no próximo dia 18, no Ciclo ILP - Fapesp de Ciência e Inovação, o tema “Refugiados e Migrantes – Vidas em Movimento”, tendo como foco os estudos científicos realizados sobre o tema e a Nova Lei de Migração Brasileira.

O evento, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, contará com a participação de Lúcia Machado Bógus, do Observatório das Metrópoles São Paulo/Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP), que abordará os imigrantes internacionais na cidade de São Paulo, explorando origem e locais em que vivem.

Já Luís Renato Vedovato, do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), apresentará as inovações trazidas pela Nova Lei de Migração Brasileira (Lei 13.445/17). Ele discutirá, diante do fato de o Brasil ter se tornado um país de trânsito de refugiados e migrantes, a necessidade de a acolhida desses povos passar pela internacionalização do país.

Também participará do Ciclo a pesquisadora Rosana Baeninger, do Núcleo de Estudos da População (Nepo/Unicamp), que discorrerá sobre as migrações internacionais em São Paulo no século 21. Ela apresentará estudo sobre as tendências e características das migrações internacionais no Estado de São Paulo nos anos recentes.

A discussão contará também com Sylvia Dantas, da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), que falará sobre os resultados de estudos que levaram à formulação de um novo modelo de compreensão do fenômeno migratório, a abordagem intercultural psicodinâmica.

Além de pesquisadores, o Ciclo terá a participação do deputado Carlos Bezerra Jr., presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, da Cidadania, da Participação e das Questões Sociais. Ele é autor do projeto que originou a lei que isenta refugiados de pagamentos de taxas de revalidação de diplomas de graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado nas universidades estaduais paulistas.

Resultado de uma parceria entre a Fapesp e o Instituto do Legislativo Paulista, o Ciclo é realizado mensalmente com objetivo de promover eventos de divulgação científica voltados à sociedade, legisladores, gestores públicos e outros interessados. Os eventos são gratuitos e abertos ao público.

Neste ano, serão realizados mais quatro eventos, entre agosto e novembro. A série de debates começou em outubro do ano passado, quando pesquisadores abordaram o empreendedorismo inovador. Desde então, já foram discutidas questões como os impactos das mudanças climáticas, o futuro da água e as inovações em saúde, entre outros temas. Nos próximos eventos os temas serão obesidade, câncer, controle biológico de pragas e genômica aplicada à agricultura e inteligência artificial.

Agência Fapesp