Notícia

Olhar Animal

Ciclo Ética e Direitos dos Animais – IV Mostra Ecofalante USP e a Agenda 2030

Publicado em 22 agosto 2021

Em parceria com a “IV Mostra Ecofalante USP e a Agenda 2030”, o Grupo de Pesquisa sobre Ética e Direitos dos Animais do Diversitas – USP fará um ciclo de debates amparado nos filmes da programação da 10a Mostra Ecofalante, que começou na última semana e vai até 14 de setembro de 2021 (https://ecofalante.org.br/). Serão cinco encontros, on-line e gratuitos, transmitidos pelo canal do Diversitas no YouTube. Segue a programação:

ARVORECER NO ANTROPOCENO: (RE)NASCIMENTO DAS FLORESTAS

Diálogo com Massimo di Felice e Sassá Tupinambá, a partir do filme “O Tempo das Florestas” (https://ecofalante.org.br/filme/o-tempo-das-florestas).

Segunda-feira, 23/08 – 15h

Transmissão: https://youtu.be/9e19QC0qKj8

Massimo di Felice é sociólogo pela Università degli Studi La Sapienza, Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Tem pós-doutorado em Sociologia pela Universidade Paris Descartes V, Sorbonne. É professor da Escola de Comunicação e Artes, na USP. Professor visitante nas Universidades de Roma III (Itália), Paul-Valéry Montpellier (França) e Lusófona (Portugal). Seu mais recente livro “A cidadania digital”, publicado no Brasil pela Editora Paulus em 2020, consagra novas perspectivas da participação e da cidadania nas plataformas digitais. No Brasil, coordena a coleção Atopos (Editora Annablume), coleção Era Digital (Editora Difusão) e Clássicos para Comunicação (Editora Paulus).

Sassá Tupinambá é militante do Tribunal Popular, membro da Comissão de Articulação dos Povos Indígenas de São Paulo (Capisp), Co-fundador da TV Tamuya, Co-fundador do Núcleo de Estudos Autônomos sobre Racionalidades Médicas dos Povos Originários (NEARMEPOT). É ainda Terapeuta Naturopata, Cineclubista, Produtor Cultural e Radioamador.

DO AMOR E DO USO: PARADOXOS DA RELAÇÃO ENTRE HUMANOS E ANIMAIS

Diálogo com Natalia Albuquerque e Juliana Fausto, a partir do filme “Res Creata” (https://ecofalante.org.br/filme/res-creata).

Quinta-feira, 26/08 – 15h.

Transmissão: https://youtu.be/SkveHxWIvzM

Natalia Albuquerque é vegana, ativista e etóloga. Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Pernambuco, Mestre e Doutora em Psicologia Experimental com ênfase em Comportamento Animal pela Universidade de São Paulo. Realizou pós-doutorado investigando a vida emocional dos animais (IP-USP). Já trabalhou com diversas espécies animais, entre elas golfinhos, tartarugas marinhas, cabras, gatos, cachorros e macacos-prego. Desenvolve pesquisas com emoções, comportamento animal, cognição animal, interações humano-animal, bioética e educação ambiental.

Juliana Fausto é autora de “A Cosmopolítica dos animais” (n-1 edições, 2020). Tem graduação em Filosofia pela UFRJ, mestrado em Letras pela PUC-Rio e doutorado em Filosofia pela mesma universidade. Atualmente, é pós-doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFPR, com bolsa PNPD/CAPES, onde desenvolve pesquisa acerca das relações entre animais extra-humanos e política, além de ministrar disciplinas na graduação e pós-graduação em Filosofia. Sua tese recebeu menção honrosa no prêmio da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia (Anpof) e o prêmio de Melhor Tese de Filosofia no Concurso de Teses do Centro de Teologia e Ciências Humanas (CTCH) da PUC-Rio 2018/2019. Tem publicações na área de estudos animais, estudos feministas, cinema, arte e literatura, com enfoque no Antropoceno. É pesquisadora do species – Núcleo de Antropologia Especulativa/UFPR e do Inuma – Interfaces humano não humano/UFS.

(I)MOBILIZAÇÕES DAS PRÁTICAS DE ATIVISMO NA CAUSA ANIMAL

Diálogo com Renato Libardi Bittencourt e Igor Leone, a partir do filme “Ativistas animais” (https://ecofalante.org.br/filme/ativistas-animais).

Terça-feira, 31/08 – 15h

Transmissão: https://youtu.be/dxGsYWDN_7I

Renato Libardi Bittencourt é Mestre em Filosofia (Área de Ética e Política) e professor efetivo do Instituto Federal de Alagoas. Desenvolve pesquisas em Bioética, coordena o núcleo pernambucano da Antar – Poder Popular Antiespecista, além de militante e colaborador do coletivo “Levanta, Militante”.

Igor Leone é advogado, militante ecossocialista e apresentador do Jornal AntiJurídico, um programa sobre Abolicionismo Penal, Segurança Pública e Judiciário, no Youtube. Trabalhou na redação de diversos sites jurídicos e como diretor de justiça da Carta Capital.

QUAIS OS INTERESSES DO NEGACIONISMO CLIMÁTICO?

Diálogo com Pablo Mariconda e Alyne Costa, a partir do filme “A campanha contra o clima” (https://ecofalante.org.br/filme/a-campanha-contra-o-clima).

Segunda-feira, 06/09 – 15h.

Transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=PyxsAMP5ZVQ

Pablo Rubén Mariconda é Professor Titular de Teoria do Conhecimento e Filosofia da Ciência do Departamento de Filosofia da USP. Possui graduação em Filosofia pela USP, mestrado e doutorado em Filosofia da Ciência pela mesma instituição. Fundador e editor chefe da revista Scientiae Studia – Revista Latino-Americana de Filosofia e História da Ciência. Fundou a Associação Filosófica Scientiae Studia para dar apoio às atividades editoriais da revista e da Coleção de Estudos sobre a Ciência e a Tecnologia. Tem atuado nas áreas de Filosofia, História e Sociologia da Ciência e da Tecnologia. É atualmente coordenador do Grupo de Pesquisa em Filosofia, História e Sociologia da Ciência e da Tecnologia, sediado no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA-USP). Confira as atividade e contribuições da Scientiae Studia em seu site: http://www.scientiaestudia.org.br/ e nas redes sociais @ScientiaeStudi

Alyne Costa é Doutora em filosofia pela PUC-Rio e sua pesquisa trata da importância de pensar o Antropoceno e o colapso ecológico, considerando também cosmovisões e modos de vida outros que ocidentais. É professora do quadro complementar do Departamento de Filosofia da PUC-Rio.

O PLÁSTICO NA HISTÓRIA: UMA ABORDAGEM FILOSÓFICA

Diálogo com Luciana Zaterka e Luanda Francine, a partir do filme “A História do Plástico” (https://ecofalante.org.br/filme/a-historia-do-plastico).

Quinta-feira, 09/09 – 15h.

Transmissão: https://youtu.be/8T3Cy3Lvz8I

Luciana Zaterka tem graduação e mestrado em química e filosofia (USP), doutorado em Filosofia (USP) e pós-doc em História da Ciência (PUC-SP). É professora associada da UFABC, onde leciona sobre filosofia moderna, teoria do conhecimento e ética. Suas pesquisas estão voltadas tanto à filosofia moderna, como à filosofia da ciência, em especial filosofia da química e da biologia. Publicações: A filosofia experimental na Inglaterra do século XVII (FAPESP/Humanistas) e como editora Life and Evolution em 2020 pela Editora Springer. No prelo Ensaios de História e Filosofia da Química em que trata da questão da temporalidade e dos modos de existência dos plásticos. Recentemente, começou a trabalhar na relação entre ciência, técnica e sociedade, em especial no movimento conhecido como transhumanismo.

Luanda Francine é psicanalista, tem graduação em Filosofia e é Mestre em Psicologia Social (com bolsa CNPq) pela PUC-SP, onde desenvolveu uma pesquisa acerca da produção de restos e do poluir, sob perspectiva psicanalítica e filosófica. Coordena o Grupo de Pesquisa sobre Ética e Direitos dos Animais do Diversitas-USP, atende em consultório, é mãe e faz algumas construções no campo das artes visuais. A ênfase de seus estudos situa-se nos eixos: psicanálise e sociedade, natureza e cultura, sujeito e capitalismo, antropocentrismo e especismo. Atualmente mora em Lisboa.

Fonte: Grupo de Pesquisa sobre Ética e Direitos dos Animais do Diversitas – USP

 

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Vegazeta