Notícia

Correio da Paraíba

Cheiro ajuda a desenvolver memória

Publicado em 18 março 2007

São Paulo (Fapesp). - Um experimento realizado por cientistas alemães mostra que reproduzir sensações as sociadas a aprendizados pode ajudar o cérebro a consolidá-los, A equipe de Bjõrn Rasch, da Universidade de Lübeck, ensinou voluntários a realizar uma tarefa enquanto eles sentiam cheiro de rosas. A tarefa, determinar o lugar certo para uma série de objetos, era projetada para ativar o hipocampo — região do cérebro responsável pela memória e pela localização espacial. Na mesma noite, os pesquisadores expuseram alguns dos voluntários ao mesmo aroma de rosas durante a fase mais pesada do sono, o chamado sono de ondas lentas.
No dia seguinte, essas pessoas se saíram melhor na tarefa aprendida no dia anterior do que o grupo controle, que não fora exposto ao aroma de rosas durante o sono pesado. Imagens de ressonância magnética revelaram que sentir o cheiro durante o sono de ondas lentas provocou uma resposta mais forte do hipocampo do que quando os voluntários estavam acordados.