Notícia

Portal Fator Brasil

Centro Internacional de Referência em Reuso de Água

Publicado em 24 abril 2009

Dirigido pelo professor Ivanildo Hespanhol, o CIRRA, entidade que opera sem fins lucrativos, é vinculado à Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Sua missão é desenvolver pesquisas e tecnologias adequadas, dar suporte técnico, proporcionar treinamento e divulgar informações visando a promoção, a institucionalização e a regulamentação das práticas de conservação e reuso de água no Brasil.

Presta assessoria técnica aos setores públicos e privados, desenvolvendo planos diretores, programas, estudos e projetos de conservação e reuso de água, de aproveitamento de águas pluviais e de saneamento ambiental, para universidades e centros de pesquisa, empresas públicas e privadas, indústrias, construtoras, condomínios e “shopping centers”, utilizando sistemas de tratamento avançado, conjugados com técnicas modernas tais como Análise de Ciclo de Vida, Tecnologia “Pinch” e Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC).

O banco de dados operado pelo CIRRA através do site (www.usp.br/cirra) permite acesso a publicações cientificas e técnicas completas associadas às práticas de conservação e reuso de água, sistemas de tratamento avançado de efluentes, otimização da produção industrial e serviços de pesquisa de referências bibliográficas, relacionadas à área.

O CIRRA dá suporte, em suas instalações, ao desenvolvimento de pesquisas associadas a trabalhos de pós-doutorado, a teses de doutorado, a dissertações de mestrado e de iniciação científica.

Algumas das pesquisas e estudos em andamento são as seguintes: • Conservação e Reuso de Água em Sistemas Aeroportuários. Projeto em desenvolvimento no Aeroporto Internacional de São Paulo, Guarulhos com suporte da FINEP e da Infraero. O projeto consta da construção e operação de três unidades piloto para tratamento e reuso dos esgotos produzidos no aeroporto e de coleta, tratamento e uso de águas pluviais de pistas e de áreas de cobertura.

• Sistema de separação por membranas em desenvolvimento na Represa Guarapiranga, SABESP, São Paulo. Objetiva analisar o processo de separação por membranas (aspectos técnicos, operacionais e econômicofinanceiros), para a remoção de micropoluentes orgânicos de águas de abastecimento público (principalmente microcistinas e disruptores endócrinos), em comparação com os métodos tradicionais de tratamento (coagulação, floculação, sedimentação e desinfecção com cloro). Projeto iniciado em 2005 e em andamento sob a responsabilidade do Prof. José Carlos Mierzwa;

• Produção de membranas de micro e ultrafiltração com base em polissulfonas e poliamidas. Pesquisa em desenvolvimento com suporte da Fapesp através do programa PIPE- Programa de Incentivo a Pequenas Empresas, em associação com o Departamento e Materiais e com o Departamento de Química da USP, da Escola Politécnica da USP;

• Diretrizes para implantação de sistemas de reuso de água em condomínios residenciais baseadas no Método APCC – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle-Estudo de Caso no Residencial Valville I;

• Caracterização, Tratamento e Reuso de Águas Cinzas e Águas Pluviais em Edificações A pesquisa visa à caracterização e o tratamento de águas cinzas e de águas pluviais para serem utilizadas no consumo não potável em edificações tais como em bacias sanitárias, irrigação de jardins, lavagem de roupas, limpeza de veículos, calçadas, pátios, e ruas de modo que sua utilização não comprometa à saúde de seus usuários.Trabalho iniciado em 2005 pela doutoranda Engenheira Simone May;

• Estudo de Sistemas de Pré-tratamento para Sistemas de Osmose Reversa, desenvolvido em conjunto com o Instituto de Ciências Biológicas- ICB/USP e a empresa Perenne S.A. Visa o desenvolvimento de processos de pré-tratamento para sistemas de osmose reversa operados em indústrias do petróleo e em águas poluídas. A pesquisa, iniciada em 2005 está em desenvolvimento e é coordenada pelo Prof. René Schneider e conta com a participação do Prof. José Carlos Mierzwa e técnicos da Perenne S.A.. Professor Ivanildo Hespanhol Fundador e presidente do CIRRA (Centro Internacional de Referência em Reuso de Água) e coordenador do estudo “Avaliação do consumo de insumos (água, energia elétrica e gás) em chuveiro elétrico, aquecedor a gás, chuveiro híbrido, aquecedor solar e aquecedor de acumulação elétrico”, o professor Ivanildo Hespanhol é engenheiro civil e engenheiro sanitarista pela Universidade de São Paulo (USP), doutor em Saúde Pública (USP), M.Sc. em engenharia e Ph.D. em Engenharia Ambiental, ambos pela Universidade da Califórnia. O professor Ivanildo Hespanhol também é Membro do Corpo Científico da Organização Mundial da Saúde, Genebra (Suíça), no período 1987 a 1995, dirigindo o Global Environmental Monitoring System for Water (GEMS/WATER) e Professor Titular do Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, Consultor da Organização Mundial da Saúde e Assessor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São – FAPESP, do Conselho Nacional de Pesquisas-CNPq, da Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-CAPES e do Ministério da Educação.

Uma das mais respeitadas e influentes autoridades sobre água nas Américas, o professor Ivanildo Hespanhol tem sete livros e mais de 50 artigos publicados no Brasil e no mundo. Simone May pesquisadora principal do estudo “Avaliação do consumo de insumos (água, energia elétrica e gás) em chuveiro elétrico, aquecedor a gás, chuveiro híbrido, aquecedor solar e aquecedor de acumulação elétrico”, Simone May é engenheira civil graduada pela Universidade Sul de Santa Catarina, tem mestrado em Engenharia Civil com ênfase em Instalações prediais pela Universidade de São Paulo (USP) e doutoranda em Engenharia Civil com ênfase em Engenharia Hidráulica e Sanitária, também pela USP.