Notícia

Revista Sustinere online

Centro de Terapia Celular apresenta resultado de estudos e tratamentos

Publicado em 17 outubro 2018

O Centro de Terapia Celular (CTC) da USP, em Ribeirão Preto, acaba de lançar a publicação Statement of Impact, onde apresenta suas principais atividades de pesquisa, ensino e atendimento a saúde. O CTC é formado por pesquisadores da USP e do Hemocentro de Ribeirão Preto que estão interessados na compreensão da biologia das células-tronco, bem como no desenvolvimento de novas técnicas para o tratamento de doenças. O CTC é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O CTC desenvolve trabalhos nas áreas de Biologia Molecular e Celular, Hematologia e Química de Proteínas. A instituição conta com uma equipe interdisciplinar de médicos, biomédicos, biologistas, farmacêuticos, veterinários, engenheiros, entre outros. A reunião e cooperação deste grupo permitiu o estabelecimento de linhas de pesquisa sólidas com forte impacto científico, clínico e social. Os resultados deste empenho e dedicação são estudos para a produção de terapias mais eficientes usando tecnologia brasileira.

Dentre os avanços conquistados nos últimos anos destacam-se o desenvolvimento de uma plataforma de expansão de células T geneticamente modificadas para o tratamento de pacientes com leucemias e linfomas, a descoberta do início do processo de inativação do cromossomo X durante o desenvolvimento embrionário humano e os progressos no tratamento das escleroses sistêmica e múltipla. O CTC também avançou no combate a um dos tipos de tumores cerebrais cancerígenos mais agressivos, os astrocitomas e na a inibição de células de melanoma em cultura. Além dos estudos sobre os telômeros, os pesquisadores formaram um banco de células com a genética da população brasileira.

Na parte educacional, a Casa da Ciência aproximou a Universidade da rede pública de ensino. Entre os programas “Adote um Cientista”, “Férias com Ciência” e “Pequeno Cientista” foram mais de 800 alunos do ensino básico e médio diretamente envolvidos, desde 2013. Na atenção à saúde, o trabalho do CTC tem impacto direto na modificação do tratamento de pacientes adicionando a terapia celular. Entre outros resultados, o CTC transplantou 98 pacientes com esclerose múltipla e recrutou 45 pessoas com doença falciforme para transplantes, além de acompanhar e tratar 250 portadores de falência da medula óssea.

Publicação Original: https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-da-saude/centro-de-terapia-celular-apresenta-resultado-de-estudos-e-tratamentos/