Notícia

UFSCar Campus Araras

Centro de pesquisa em vidros da UFSCar tem 3 artigos entre mais baixados

Publicado em 18 junho 2021

A relevância internacional do Centro de Pesquisa, Tecnologia e Ensino em Materiais Vítreos (CeRTEV), sediado na UFSCar, foi evidenciada mais uma vez pela inclusão recente de três artigos entre os mais baixados - via ScienceDirect - do "Journal of Non-Crystalline Solids" (JNCS), periódico da editora Elsevier considerado o mais tradicional no que diz respeito a artigos científicos relacionados à área de Física, Química e Ciência de Materiais Vítreos e Amorfos. Um desses artigos também figura entre os mais citados em 2020.

O artigo "Updated definition of glass-ceramics", de 2018, figura como o mais baixado em 2020. Além disso, dentre os 10 mais acessados no último ano, figura como o mais baixado desde o início da trajetória do periódico, em 1968 (com mais de 27 mil artigos publicados desde então). Dentre os seus autores está Edgar Dutra Zanotto, coordenador do CeRTEV e Professor Sênior no Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa) da UFSCar. O artigo também figura como segundo mais citado em 2020.

Outro artigo em destaque entre os 10 mais baixados em 2020, "The glassy state of matter: Its definition and ultimate fate", de 2017, também tem Zanotto como um de dois autores. Dentre os 10, o texto figura como o segundo mais baixado desde a criação do periódico.

Enquanto essas duas publicações inserem-se em uma perspectiva teórica, de definições sobre a própria natureza de materiais vítreos e vitrocerâmicos, o terceiro artigo do CeRTEV em destaque trata de uma inovação tecnológica, o Biosilicato, uma vitrocerâmica bioativa. Intitulado "Biosilicate® - a multipurpose, highly bioactive glass-ceramic. In vitro, in vivo and clinical trials", o artigo tem entre os autores, além de Zanotto, outros quatro pesquisadores do CeRTEV: Murilo Camuri Crovace e Oscar Peitl, também docentes do DEMa; Marina Trevelin Souza, que realizou mestrado, doutorado e pesquisa de pós-doutorado no Laboratório de Materiais Vítreos (LaMaV), integrante do CeRTEV e também coordenado por Zanotto; e Clever Ricardo Chinaglia, engenheiro de materiais, mestre e doutor pela UFSCar, com pesquisas de doutorado e pós-doutorado no LaMaV.

"Esse recorte ilustra bem o escopo de atuação do LaMaV e do CeRTEV, com equipes e trabalhos que vão desde a Ciência mais básica, fundamental, até diferentes aplicações. As estatísticas demonstram a alta visibilidade e o impacto do Centro no cenário internacional de pesquisa em materiais vítreos, quando completamos 45 anos de atividades e às vésperas do Ano Internacional do Vidro, que celebraremos em 2022 a partir de deliberação da Organização das Nações Unidas", celebra Zanotto, que integra o corpo de editores do JNCS, mais um reconhecimento da qualidade e relevância de seu trabalho.

O CeRTEV, criado em 2013, é um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O Centro nasce da experiência acumulada no LaMaV desde o final da década de 1970 e reúne, hoje, também pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP); do Instituto de Física de São Carlos, também da USP (IFSC-USP); e do Instituto de Química da Universidade Estadual Paulista (Unesp), campus de Araraquara.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
ABC - Academia Brasileira de Ciências