Notícia

O Imparcial online

Centro de Pesquisa da Qualidade da Cachaça de Araraquara será o primeiro do país

Publicado em 01 dezembro 2009

Araraquara será a primeira cidade do país a contar com um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Qualidade da Cachaça, bebida tipicamente brasileira. O projeto, viabilizado numa parceria Prefeitura, ainda na gestão do ex-prefeito Edinho Silva, Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara e FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), vai permitir o fomento do trabalho de mais de 60 pequenos produtores da cidade e região e o objetivo é expandir para todo o estado.

O Centro vai possibilitar capacitação e melhorias na qualidade do produto com vistas à exportação. Na tarde do último dia 27, durante o 3º Encontro de Pós-graduandos da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp, em comemoração ao 20º aniversário do curso, o idealizador do projeto, pesquisador e professor, João Bosco, anunciou que a licitação para início da obra deve ser divulgada ainda este ano, no início de dezembro. Para a obra, Edinho Silva viabilizou, no final de seu governo, uma verba de R$ 300 mil junto ao governo federal, no Ministério de Ciência e Tecnologia.

A verba foi depositada no primeiro semestre deste ano. O prédio, de 400 m², será construído ao lado da Unisoja (dentro do Campus da Unesp), e terá salas para cursos de formação, para videoconferências, laboratórios e uma Usina Piloto com todos os materiais necessários como alambique, colunas de destilação etc. Os equipamentos serão adquiridos com uma verba de aproximadamente R$ 340 mil da FAPESP. Já a Unesp entrará com uma contrapartida de R$ 200 mil. Para o ex-prefeito Edinho, que esteve no Encontro da Unesp, o Centro será uma grande oportunidade para geração de emprego e renda. "Será uma alternativa para os pequenos produtores que sobrevivem disso. Será uma fonte de renda". Para ele, com o Centro, Araraquara consegue agregar valor à produção, além de ter a possibilidade de emitir um selo de qualidade para que o produto possa ser exportado. "Temos que refletir sobre o que pode representar esse Centro da Produção e distribuição de riqueza. É mais um processo que fortalece o papel da Unesp em Araraquara e no Brasil".

Segundo João Bosco, o Brasil possui 35 mil produtores e apenas cinco mil são registrados. Atualmente, a produção de cachaça no país é de 1,3 bilhão de litros por ano e quase da metade é fabricada no estado de São Paulo. Integração entre Universidade e Poder Público O ex-prefeito também foi convidado para uma mesa redonda na Unesp para falar sobre "A Pósgraduação e a integração com o poder público". Durante sua intervenção, o Edinho destacou as inúmeras parceiras firmadas com a Universidade durante seu governo que permitiram a prestação de diversos serviços para a população. "É difícil entender a história de Araraquara sem entender o papel que a Unesp cumpre na construção da nossa cidade, pela sua capacidade, suas pesquisas, seu compromisso. Onde se tem fomento de pesquisas, tem desenvolvimento econômico", disse.

Dentre as parcerias, Edinho ressaltou o Programa de Segurança Alimentar implantado em Araraquara por meio do apoio da Unesp com pesquisas. "Podemos citar ainda o modelo educacional e de saúde de Araraquara que foi pensado pelos pesquisadores da Unesp, que é a creche construída ao lado de um posto de saúde", lembrou. Segundo Edinho, Araraquara também foi uma das primeiras cidades a implantar a educação especial e isso foi fruto de estudos de pesquisadores da universidade. Para ele, uma das parcerias de maior destaque no seu governo foi a Pedagogia Cidadã, na qual mais de 300 educadores da rede puderam receber o diploma gratuito. Citou ainda os Cursinhos Populares e o NUPE (Núcleo Negro de Pesquisa e Extensão) como grandes instrumentos de combate à desigualdade. Outros programas como o atendimento odontológico gratuito, o Centro de Análises Clínicas e Hemoterapia, a Farmácia-Escola, entre outros foram lembrados como serviços fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da população de Araraquara e região.