Notícia

ABC do ABC

Centro de Memória de Diadema é restaurado

Publicado em 10 dezembro 2015

Para comemorar esta data, o Prefeito de Diadema, Lauro Michels, entregou à população a restauração do Centro de Memória, com a presença de moradores, emancipadores, artistas, secretários municipais e vereadores. Durante o evento o público prestigiou a exibição do filme O Tesouro de Diadema, de Diaulas Ulisses e apresentações da Lira Musical, Violeiros de Diadema, escola de Dança Atos, Seresteiros de Diadema e do grupo pernambucano de Xaxado “Cabras de Lampião”.

O Centro de Memória foi totalmente recuperado ganhando telhado novo, parte hidráulica e elétrica renovada, trincas e rachaduras de paredes reconstituídas assim como paisagismo e implantação de ar condicionado e sistema de segurança que previne contra incêndio. A reforma custou R$ 976 mil e foi realizada sem investimento de dinheiro público por meio de outorga onerosa com prestação de serviço de contrapartida de empreendimentos imobiliários que se instalaram na cidade. Ainda foram reparados os azulejos e pisos cerâmicos, efetuado restauro de escada e balaústres e realizada pintura e impermeabilização de áreas internas e externas.

Uma gruta de pedra que fica no local e que acolhe uma imagem de Nossa Senhora foi reformada, assim como floreiras e faixas decorativas que circundam as paredes externas da casa. O jardim recebeu projeto paisagístico e toda a vegetação está identificada com placas indicando a origem, o nome popular e científico da planta. Além da regularização do piso externo, o local ganhou rampas e banheiros adaptados para portadores de necessidades especiais, guarita de vigilância e sinalização. A revitalização buscou preservar o conceito original em que a casa foi construída.

Emocionado, o prefeito Lauro Michels Sobrinho fez o seu pronunciamento no segundo degrau da escada da casa, que dá acesso à sala principal, repetindo o cenário de discursos proferidos pelo seu tio-avô, o ex-prefeito Lauro Michels. “Tudo tem um início, e Diadema também teve um início, há 56 anos com a emancipação. Eu tenho orgulho de fazer parte desta história junto com vocês. Estamos reavivando a memória da cidade. É importante saber de onde viemos e quem nós somos. É reviver o passado no presente. Viva Diadema”, concluiu.

Depois de 12 anos sem receber melhorias, agora o patrimônio reabre suas portas. O imóvel que foi construído em 1930 mantém as características das antigas chácaras do município e estava totalmente deteriorado com graves problemas na estrutura. A casa é de interesse paisagístico, histórico, artístico e cultural.

O emancipador, Amauri Martins de Carvalho, 93 anos, foi um dos primeiros vereadores da cidade e estava comovido. “Parabéns Diadema, tenho orgulho de morar e ter sido criado aqui. Este local reúne toda a nossa história”, comentou.

O Centro de Memória será o primeiro patrimônio histórico tombado no município por meio do exaustivo trabalho dos técnicos do CONDEPAD, Conselho de Patrimônio de Diadema, e do PROIPHAC, grupo técnico que assessora o Conselho de Patrimônio, formado por funcionários das secretarias de Cultura, Habitação e Meio Ambiente. Esta é uma importante conquista para a cidade.

O acervo do Centro de Memória conta com fotografias, vídeos, jornais, biblioteca sobre a região do Grande ABC, monografias, dissertações e teses sobre a cidade de Diadema. Os alunos do Programa Cidade na Escola terão a oportunidade de realizar visitas monitoradas no local. É muito importante que a população conheça e tenha acesso à história da cidade.

Para divulgar a história da cidade, o Centro de Memória de Diadema publicou o livro “Diadema - Caminhos e Lugares: uma primeira viagem por suas referências históricas 1500-2000 - Cronologia Histórica de Diadema”. Também produz material para as escolas da cidade, no projeto financiado pela FAPESP - Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo, "História Local nos processos de alfabetização de crianças, jovens e adultos de Diadema", além de realizar exposições sobre várias temáticas relativas a história da cidade.

SERVIÇO:

Centro de Memória de Diadema - centrodememoria@diadema.sp.gov.br

Avenida Alda, 255 (ao lado da Praça da Moça) – telefone 4043-0700

Atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; e aos sábados, das 9h-15h.