Notícia

Investe São Paulo

Centro de Inteligência Artificial completa um ano com avanços em diversas frentes

Publicado em 16 setembro 2021

Prestes a completar um ano de existência, o Centro de Inteligência Artificial (C4AI) apresenta avanços importantes em áreas como processamento de linguagem natural (PLN), saúde e meio ambiente. No período, foram desenvolvidas pesquisas relacionadas ao aprimoramento do PLN em português, além de trabalhos para a caracterização automática de acidentes vasculares cerebrais (AVCs) e uma base interativa e inteligente sobre a costa brasileira – região conhecida como “Amazônia Azul”. 

O C4AI é um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) constituído por FAPESP e IBM na Universidade de São Paulo (USP). 

“Vivemos um momento global no qual precisamos implementar o pensamento científico em todas as camadas da sociedade. Iniciativas como a do C4AI, que aproximam entidades públicas, privadas, pesquisadores e estudantes, representam uma grande colaboração para o ecossistema de inovação e fomentam o trabalho colaborativo em pesquisas ligadas à inteligência artificial para, ao longo dos próximos anos, acelerar as descobertas e o progresso científico e impactar positivamente a vida de todos”, afirma Claudio Pinhanez, gerente de pesquisa em Inteligência Conversacional da IBM Research Brasil e vice-diretor do C4AI. 

Em uma de suas frentes, o centro tem trabalhado para construir um agente de conversação que domine o conhecimento existente sobre a “Amazônia Azul”, a vasta região do oceano Atlântico na costa brasileira rica em biodiversidade e recursos energéticos. Dentro dessa iniciativa, o centro anuncia o Pirá, primeiro conjunto de dados de perguntas e respostas de grande porte em português e em inglês. Ele contém mais de 160 mil pares de perguntas e respostas em inglês sobre a costa oceânica brasileira, criadas a partir de textos científicos, além de 8 mil pares de perguntas em português. O conteúdo pretende responder às perguntas mais diversas sobre o ecossistema marinho. Espera-se que sua existência contribua substancialmente para a evolução de tecnologias de conversação, incluindo as de assistentes virtuais no Brasil. 

Outro projeto tem como foco a modelagem de AVCs com técnicas de IA. Para isso, foi realizada coleta de dados de eletroencefalogramas (EEGs) com auxílio do Laboratório de Neuromodulação do Instituto de Medicina Física e Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. A partir desses dados, foi desenvolvido um sistema inicial de classificação de AVC usando redes complexas, que utilizam técnicas de aprendizado de máquina e dados multimodais. Foram também criados um sistema para filtragem de dados usando IA e uma plataforma para manipulação, visualização e análise de EEGs. 

As aplicações de aprendizado de máquina na medicina, frequentemente, precisam lidar com conjuntos de dados heterogêneos e dinâmicos de grande escala, como textos, imagens e biomarcadores genéticos. A integração dessas informações é essencial para tratar corretamente os problemas de saúde, permitindo que médicos e profissionais da área selecionem e entendam quais atributos são mais relevantes para a classificação de um AVC, fornecendo informações importantes para a tomada de decisões. 

PLN em português 

Para lidar com desafios relacionados à língua portuguesa, o C4AI está disponibilizando três conjuntos de dados fundamentais para o avanço do processamento computacional do idioma. Eles contêm textos de fontes diversas, minuciosamente anotados por estudantes de linguística, bem como gravações da língua portuguesa de diversas regiões do Brasil. O trabalho visa produzir e coletar dados e ferramentas que permitam um alto nível de desempenho no processamento de linguagem natural em português, assim como já existe para outros idiomas, e desenvolver soluções computacionais de suporte ao idioma, possibilitando a criação de aplicativos de última geração. 

Um dos conjuntos de dados reúne textos de fontes diversas, como notícias, tuítes e comentários de consumidores. O conteúdo segue todas as normas de controle de privacidade da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e foi minuciosamente anotado, frase a frase, por dezenas de estudantes de linguística da USP. 

Outro conjunto, o CORAA, contém mais de 260 horas de gravações da língua portuguesa, de diversas regiões do Brasil, provenientes de quatro conjuntos de dados preexistentes – agora auditados pelos alunos da universidade. A multidiversidade do conteúdo disponibilizado pelo CORAA oferece, por exemplo, maior diversidade regional na criação de futuros aplicativos de conversação, respeitando sotaques, culturas e costumes locais. O objetivo é chegar a 600 horas de gravação na próxima versão. 

Um terceiro conjunto de dados contém informações sobre mais de 120 bilhões de palavras e termos em português, anotado por tipologia e origem, oferecendo um amplo leque de detalhes sobre a etimologia. 

Em outra frente, o centro criou uma rede de pesquisadores interessados na ligação entre técnicas de IA e a cadeia de produção de alimentos, tendo em vista a importância econômica e social do agronegócio no Brasil, e uma rede de pesquisadores de vários campos das humanidades, de ciências sociais a direito, que investigam temas como a relação entre IA, educação e trabalho; a relação entre IA, ética e direito; violência, viés e impactos sociais da IA; políticas públicas e governança diante da IA. 

“A missão do Centro de Inteligência Artificial é desenvolver pesquisas de ponta no Brasil, procurando buscar a melhora da vida humana por meio dos resultados dessas pesquisas, bem como fomentar o debate social sobre a tecnologia”, afirma Fábio Cozman, diretor do C4AI na Universidade de São Paulo. 

Comitês em ação 

Outro marco deste primeiro ano de atividades foi a entrada de 17 organizações no comitê de indústria e sociedade, o que reforça a relevância do tema para a economia do país. Dentre as entidades estão: B3, Banco do Brasil, Banco Original, BRF, Cubo Itaú, Energisa, FAPESP, Gerdau, IBM, Magalu, Motorola, Petrobras, Raízen, Vale e WEG. Esse comitê tem o objetivo de entender os desafios do setor e encontrar maneiras de divulgar e levar para a indústria novas tecnologias, avanços científicos e profissionais qualificados. 

Também foi criado o comitê de diversidade e inclusão, cuja função é promover e aumentar a participação de mulheres, afrodescendentes e outros membros da sociedade, gerando uma participação mais inclusiva no setor de IA. O comitê já está em funcionamento e conta com dez membros até o momento, composto por professores e estudantes de diferentes faculdades da USP. 

"O C4AI está se estabelecendo de maneira perfeitamente alinhada com os princípios do programa dos Centros de Pesquisa em Engenharia da FAPESP: centro de pesquisa de excelência internacional com trabalho forte nos eixos de inovação e difusão para a sociedade. Os frutos que já começam a ser produzidos beneficiarão o ecossistema de pesquisa e inovação em IA em São Paulo e no Brasil, como é possível perceber sobre as bases de dados e resultados de pesquisa em Processamento de Linguagem Natural, por exemplo”, afirma Roberto Marcondes, membro da coordenação do Programa Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs), da FAPESP. 

Atualmente, o C4AI conta com 41 bolsistas orientados por mais de 80 professores. Em 2022, a meta é chegar a 120 professores e 130 bolsistas. Em um ano de atividades, foram mais de 50 artigos publicados em jornais científicos, conferências médicas e de IA, além da promoção de duas séries de seminários on-line que debateram, para milhares de participantes, as perspectivas e os avanços de IA no Brasil e no mundo e fomentaram discussões sobre políticas públicas de apoio à pesquisa e inovação em IA. 

fonte: https://agencia.fapesp.br/centro-de-inteligencia-artificial-completa-um-ano-com-avancos-em-diversas-frentes/36844/

FAPESP

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
São Paulo FM Oficial News Notícias da Sua Cidade Dairan ID Brasil Notícias Brasil Giro Notícias Goiás BSB Digital Giro Goiás Bomba Bomba Mustach Jornal o Brasiliense Folha da Minha Sampa N5 Notícias Piauí Diário CV Agora Hora PR MaisAM TV Caparaó Roraima na Rede Pauta Brasil Garanhuns Notícias O Correspondente Medicina S/A Panorâmica News FEDAP - Fundação de Estudos para o Desenvolvimento da Administração Pública Connected Smart Cities Tribuna Paulista Jornal Dia Dia DF Agora Campo Belo em Foco O Repórter Regional online TV Interbam Oeste 360 Alvo Notícias Grupo News Paraná Alagoas Agora online Conexão Na Cidade Penha News CVN Notícias Informativo Astral Relato News Mix Vale Diário em Foco Oeste Ao Vivo Novo Cantu Notícias Antenados Mirante da Bocaina IT Portal Jornal A Voz do Povo online (Uberlândia, MG) InforChannel ABC Agora EExpoNews Jornal O Regional (São Pedro, SP) online TI Inside IPNews ABC do ABC Ipesi Canal Executivo Blog Jornalwebdigital OverBR Quimiweb Valor Agregado Surgiu Jornal Folha Noroeste Amazônia ON Saúde Business Portal de Notícias Virou Manchete Portal do Governo do Estado de São Paulo Agora ES online Blog MV Representaciones (Equador) Las Empresas Verdes (México) InforBahia TecnoMarketingNews (Colômbia) Portal O Guardião Portal PQS (Peru) TrendTIC (Chile) TI Bahia OverBR JorNow Jornal Dia Dia Meio Ambiente Rio GeekZilla (México) Radio MEGA - Puro Rock Nacional (Argentina) Infobae América (Argentina) IT News LAT (Panamá) Impacto TIC (Colômbia) Revista Ecotour News & Negócios SEGS Portal Nacional de Seguros & Saúde Jornalwebdigital InPerfecto (México) JC Magazine (Peru) Portal Innova (Chile) Press Latam (Chile) Central Web (Chile) Edomex Al Día (México) SeccióN Noticias (Peru) El Mexicano Gran Diario Regional (México) Addictware (México) Sureste Informa (México) Comunidad Blogger Gazeta MS Antes que a Natureza Morra NotiMx (México) RedePRESS Envolverde Technopatas (Peru) Gadgerss (Peru) Blog Lo Dijeron InforChannel Revista Emprende (Chile) SeTechNota (Colômbia) Diario Sustentable (Chile) ABES - Associação Brasileira das Empresas de Software Jornal Tabloide online (Cotia, SP) Revista Circuito (Cotia, SP) online New Voice Agora TS Confidencial Colombia (Colômbia) Cotia 24 horas