Notícia

Gazeta de Ribeirão online

Centro de excelência da cana

Publicado em 15 setembro 2010

O governador Alberto Goldman (PSDB) e a prefeita Dárcy Vera (DEM) inauguraram ontem o Laboratório de Biotecnologia, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), no Centro da Cana de Ribeirão Preto. O laboratório mantém estudos de sequenciamento de DNA, microscopia, diagnóstico molecular e expressão gênica, e será mais um local a pesquisar melhoramentos genéticos do Programa Cana IAC, que já produziu 20 variedades da planta.

Os recursos vieram do Governo do Estado e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Além do laboratório, o IAC inaugurou também a primeira Câmara de Fotoperíodo do Brasil, que será responsável por viabilizar o sincronismo de florescimento de plantas e lançou três variedades de cana-de-açúcar. "Cada tipo é bom para um determinado período do ano e uma situação climática, por isso é interessante que o produtor tenha um combinado de variedades, para poder explorá-las e não ter queda da produção", explicou o pesquisador e diretor do Centro de Cana do IAC, Marcos Guimarães de Andrade Landell.

Na inauguração, Goldman disse que o laboratório é mias um passo para o desenvolvimento da região, que dará mais um salto. "Essa região tem vocação industrial, agrícola e pode crescer muito", afirmou. Segundo a pesquisadora do IAC, Silvana Aparecida de Souza, o novo espaço permite aumentar a produção de projetos na área e oferece qualidade tecnológica escassa no País. "A oportunidade é rara no Brasil e os pesquisadores estão muito entusiasmados."

A prefeita Dárcy Vera (DEM) ressaltou a importância da produção de cana-de-açúcar e incluiu o Aeroporto Leite Lopes entre as ferramentas para o avanço da região (leia texto abaixo). "A região é responsável por 35% da produção do etanol no país, seis das maiores usinas estão aqui, além da maior feira do agronegócio." (Maria Carolina Freitas)