Notícia

Guia Rio Claro

Centro de Estudos Ambientais completa 25 anos

Publicado em 29 maio 2015

Para celebrar a data, o CEA realiza evento no dia 3 de junho com a participação da equipe do Centro, autoridades e pessoas que fizeram parte da história da Unidade ao longo desse um quarto de século. O evento será realizado às 14 horas no CEA.

O coordenador do CEA, Prof. Dr. José Silvio Govone, explica que a data do evento foi escolhida devido à proximidade com o Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado no dia 5 de junho. Fundado em 31 de maio de 1990, o CEA conta com uma equipe administrativa formada por dois coordenadores, três pesquisadores, além dos cadastrados, e nove servidores técnicos administrativos.

Govone comenta que o CEA é uma unidade diferenciada dentro da Unesp com pesquisas voltadas para a temática ambiental com destaque para os recursos hídricos em várias vertentes: poluição, água subterrânea, água superficial, indicadores de poluentes etc. O coordenador explica que o CEA atua no desenvolvimento de métodos para diagnóstico de poluição ambiental. Os recursos são captados em agências de fomento, principalmente a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e Petrobras.

Para isso, tem quatro grupos de pesquisa: Grupo Água, liderado pelos pesquisadores Sâmia Maria Tauk Tornisieloe Didier Gastmans; GEMB (Grupo de Estudos e Desenvolvimento Metodológico em Biogeoquímica), sob a liderança do Prof. Dr. Amauri Antonio Menegário; Grupo Fugali, coordenado por Sâmia Maria Tauk-Tornisielo e José Silvio Govone; e Grupo Geologia Aplicada a Recursos Hídricos e Energéticos, sob a coordenação do pesquisador Chang Hung Kiang.

Além dos grupos de pesquisa, o CEA conta com a colaboração de pesquisadores de outros laboratórios da Unesp  e de outras universidades e instituições de pesquisa do Estado de São Paulo. Govone conta que o CEA também possui um laboratório móvel que funciona dentro de um contêiner que pode ser deslocado para os campos de pesquisa facilitando a coleta de amostras. A unidade foi obtida através de parceria com o Instituto Helmholtz Centre for Environmental Research (UFZ), da Alemanha.

O vice-coordenador do CEA, Prof. Dr. Amauri Antonio Menegário, informa que o centro está em fase de implantação de novo laboratório de Microbiologia Ambiental. Segundo ele, a unidade conta com vários projetos em andamento por meio de convênios nacionais e internacionais. São parcerias com instituições da Alemanha, Canadá, Inglaterra, entre outros país. A excelência do CEA em pesquisa atrai estudantes estrangeiros para estudar na unidade. Atualmente, o CEA tem alunos de Cuba, Colômbia, Alemanha e Argentina, fazendo pesquisas de pós-graduação ou pós-doutorado.

No Brasil, destacam-se as parcerias com as instituições públicas como o INPA (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) que desenvolve projeto sobre a tonalidade da água no interior da Amazônia. Com a Petrobras, o CEA já teve um termo de cooperação para monitorar o teor de metal no entorno das plataformas. O CEA também realiza trabalhos para empresas privadas e também pessoas físicas, geralmente pequenos produtores que precisam de algum diagnóstico ambiental.

Pesquisadora do CEA, a Profa. Dra. Sâmia Maria Tauk-Tornisielo ressalta a importância das pesquisas realizadas pelo CEA em termos de proteção ambiental. De acordo com ela, há 20 anos o centro já alertava sobre a possibilidade de escassez de água, fato comprovado pela crise hídrica enfrentada pelo Estado em 2014. A professora foi uma das fundadoras do CEA. Foi dela a sugestão à reitoria de criar a unidade em 1986. Em dezembro de 19877 uma comissão foi criada para avaliar a possibilidade de criação da unidade complementar. Em 31 de maio de 1990, o Conselho Universitário aprovou a criação do Centro de Estudos Ambientais na Unesp de Rio Claro. Hoje, 25 anos, depois, o CEA consolida-se como uma unidade integradora de diferentes especialidades científicas, importantes para a produção e a difusão de conhecimentos na área ambiental.