Notícia

Pindavale

Centrinho da USP e sanitarista recebem Comenda Grã-Cruz de Ouro

Publicado em 08 dezembro 2011

 

Agência FAPESP – O Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo (USP), conhecido como Centrinho de Bauru, recebeu, no dia 1º de dezembro, a Comenda Grã-Cruz de Ouro da Saúde, concedida pelo Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (Sindhosp).

Lançado em 1995, o prêmio é entregue a cada dois anos a personalidades e instituições que tenham contribuído de forma significativa para o setor da saúde, seja pelo trabalho desempenhado ou pela liderança. Incluindo os eleitos de 2011, no total já foram prestadas 16 homenagens.

Com o nome de Centro de Pesquisa e Reabilitação de Lesões Labiopalatais, o Centrinho foi criado em 1967 por profissionais da Faculdade de Odontologia de Bauru para oferecer serviço integrado de ensino, pesquisa e assistência social.

Em 1998, recebeu a nova denominação, com a ampliação do seu campo de atividade. Atualmente, o hospital é formado por uma equipe multidisciplinar, tem mais de 56 mil pacientes matriculados e presta atendimento a pessoas de todos os lugares do Brasil e exterior.

Neste ano, além do Centrinho – que comemora seus 45 anos –, recebeu a Comenda o médico sanitarista Gonzalo Vecina Neto, superintendente corporativo do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Entre 1999 e 2003, Vecina presidiu a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Em seguida, assumiu a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.

Além da Comenda Grã-Cruz de Ouro, o sanitarista, que também é coordenador do Núcleo de Assistência Hospitalar da Faculdade de Saúde Pública da USP, já recebeu a Medalha de Mérito Oswaldo Cruz, concedida pela universidade, e a Ordem do Mérito Médico do Senado Federal, entre outros prêmios.

Mais informações: www.sindhosp.com.br/noticias/2145/SINDHOSP-entrega-Comenda-Gra-Cruz-de-Ouro-da-Saude

Fonte: Jornalismo AgoraVale