Notícia

UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

Cemib comemora 30 anos com seminário internacional

Publicado em 18 março 2009

O Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência em Animais de Laboratório (Cemib) da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp completa 30 anos. Para comemorar essa data, o Cemib realiza até nesta quinta-feira (19), no auditório da FCM, o seminário "Cemib - 30 anos de desenvolvimento científico e tecnológico em ciência de animais de laboratório” (foto ao lado). O Cemib foi criado em 1978 e iniciou suas atividades em 1979. Hoje, é reconhecido como um dos mais importantes centros voltados à produção de modelos animais utilizados em pesquisa científica e é o único representante do International Council for Laboratory Animal Science (Iclas) na América Latina.

De acordo com Delma Pégolo Alves, diretora do Cemib, isso foi possível devido à capacitação técnica, à responsabilidade, à ética, ao rigor administrativo e ao apoio da Unicamp, Fapesp,  Finep e do CNPq. Ana Maria Guaraldo, diretora do Centro no período de 1996 a 2004, disse que o Cemib formou uma geração de pesquisadores, mas que muita coisa ainda deve ser feita.“Lidar com a qualidade dos animais e dos insumos é garantir o resultado das pesquisas no desenvolvimento de vacinas, fármacos e medicamentos. É, enfim, um serviço de saúde pública”, comentou Guaraldo durante a cerimônia de abertura do evento na manhã desta quarta-feira (18).

O médico e pesquisador da FCM, Mário Abdala Saad, comparou o Cemib ao Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp. Para o representante da Fapesp, assim como a população associa o HC à Unicamp por causa da prestação de serviços, o Cemib é associado à Universidade pela qualidade e excelência no fornecimento de animais de laboratório. “Para que a pós-graduação da Unicamp continue se desenvolvendo, é necessário que não se perca a qualidade conquistada na criação e fornecimento de cobaias para as pesquisas. Esse será o desafio para os próximos anos”, disse Saad.

Para o coordenador-geral da Unicamp, Fernando Ferreira Costa, o Cemib é um exemplo histórico de gestão bem-sucedida e um modelo para a Universidade. De acordo com Costa, fornecer animais que tornem as pesquisas desenvolvidas na Unicamp competitivas internacionalmente contribui para o desenvolvimento do país. “A caracterizam genética de uma anomalia em animais garante ao pesquisador a segurança no resultado final. A Unicamp continuará apoiando o Cemib em seu crescimento como centro de excelência no desenvolvimento de animais de laboratório”, concluiu Costa.

Durante o evento, foram homenageados o fundador do Cemib, Humberto de Araújo Rangel e a bióloga Ana Maria Aparecida Guaraldo, docente do Departamento de Parasitologia do Instituto de Biologia.  Até nesta quinta (19), participam do evento os palestrantes Humberto de Araújo Rangel, do Cemib; Jean-Louis Guenet, do Institut Pasteur de Paris; Werner Nicklas, do Cancer Research Centre Heidelberg da Alemanha; Osvaldo Augusto Sant'Anna, do Instituto Butantan; Leda Quércia Vieira, da Universidade Federal de Minas Gerais; Marcel Frajblat, da Universidade do Vale do Itajaí; Roberto Sogayar da Unesp de Botucatu; Mario Hiroyuki Hirata, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP e Octavio Augusto França Presgrave, do Instituto Nacional de Controle em Qualidade de Saúde da Fiocruz. A programação do evento está disponível no site do Cemib.