Notícia

Jornal do Commercio (RJ)

Celso Lafer assume novo mandato na Fapesp

Publicado em 16 agosto 2013

Professor emérito do Instituto de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP), Celso Lafer foi reconduzido à presidência da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. O ato foi publicado no Diário Oficial do Estado de São Paulo de 30 de julho. Lafer ocupa a presidência da entidade desde 2007

“Agradeço a confiança do governador Alckmin e o apoio do Conselho Superior, dos integrantes do Conselho Técnico-Administrativo e da equipe da Fapesp como um todo pela oportunidade de continuar servindo a uma instituição tão relevante para a pesquisa do estado de São Paulo e do Brasil”, disse Lafer.

Lafer foi, até a sua aposentadoria em 2011, professor titular do Departamento de Filosofia e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito da USP, na qual estudou (1960-1964) e na qual começou a lecionar, em 1971, Direito Internacional e Filosofia do Direito. Obteve o seu MA (1967) e o seu PhD (1970) em Ciência Política na Cornell University (EUA); a livre-docência em Direito Internacional Público na Faculdade de Direito da USP em 1977 e a titularidade em Filosofia do Direito em 1988. É membro da Academia Brasileira de Ciências (eleito em 2004) e da Academia Brasileira de Letras (eleito em 2006).

Foi ministro das Relações Exteriores e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio. De 1995 a 1998 foi embaixador, chefe da Missão Permanente do Brasil junto às Nações Unidas e à Organização Mundial do Comércio, em Genebra. Na OMC, foi presidente do Órgão de Solução de Controvérsias (1996) e do Conselho Geral (1997). Em 2002, Lafer recebeu a mais alta condecoração da Ciência e Tecnologia do Brasil, a Ordem Nacional do Mérito Científico

É doutor honoris causa da Universidade de Buenos Aires (2001), da Universidade Nacional de Córdoba, Argentina (2002), da Universidade de Tres de Febrero- UNTREF, Argentina (2011), da Universitè Jean Moulin Lyon 3, França (2012), e Honorary Fellow da Universidade Hebraica de Jerusalém (2006). Recebeu, em 2001, o prêmio Moinho Santista da Fundação Bunge na área de Relações Internacionais e, em 2011, a Medalha Armando de Salles Oliveira, concedida pelo Conselho Universitário, por serviços prestados à valorização da USP. Em 2006 foi titular da cátedra “Países e Culturas do Sul” do Centro John W. KIuge da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.