Notícia

Jornal do Brasil

Ceará vai ter 20 centros de formação tecnológica

Publicado em 06 dezembro 1995

Por FLAMÍNIO ARARIPE
FORTALEZA — O Ceará vai implantar 20 Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) em 20 municípios, que farão a transferência de conhecimentos tecnológicos e de processos industriais para pessoas que não têm profissão nem mais tempo para receber ensino formal de longa duração. Os CVTs, criados pela Secretaria da Ciência e Tecnologia, terão crédito de R$ 20 milhões, acertado ontem pelo presidente da Financiadora de Estados e Projetos (Finep), Lourival Mônaco, em convênio com o governador Tasso Jereissati. O CVT dará cursos profissionalizantes como de eletricista, técnico em refrigeração, bombeiro hidráulico, mestre de obras, metalúrgico, e sobre processamento industrial de frutos, leite e pescado. O presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), José Galízia Tundisi, assinou convênio para concessão de 50 bolsas de difusão tecnológica para professores dos CVTs, no valor de R$ 1,5 milhão. Os CVTs darão reciclagem para professores da rede pública em física, química, matemática, biologia, ciências sociais, história, geografia e computação. Os R$ 20 milhões da Finep serão usados ainda para aquisição de equipamentos de três Centros de Ensino Tecnológico Superior junto às três universidades estaduais, para formar técnicos de nível médio e tecnólogos de nível superior em Eletromecânica, Alimentos, Saneamento e Recursos Hídricos. Segundo Mônaco, ciência e tecnologia são instrumentos de justiça social, usadas para geração de emprego, e podem criar condições para superar o fosso entre regiões pobres e desenvolvidas. Jereissati disse que o conhecimento tecnológico básico é uma preparação para o trabalho exigida pelo meio industrial e que o Ceará não poderia atender essa área sem o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia.