Notícia

ID News

CDMF firma novas parcerias de pesquisa com UMinho e USP

Publicado em 15 novembro 2019

O Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) recebeu, no último mês de outubro, as visitas de Paulo Mateus Mendes, professor da Universidade do Minho (UMinho), de Portugal, e de João Paulo Carmo, professor da Universidade de São Paulo (USP) campus São Carlos, para firmar novos acordos de parceria em pesquisa e inovação.

Paulo Mateus Mendes é Professor Associado do Departamento de Eletrônica Industrial da Universidade do Minho, Portugal, e Diretor do centro de pesquisa CMEMS (Center for Microelectromechanical Systems). Seu interesse inclui micro / nanoeletrônica, eletromagnética, fotônica, comunicações sem fio, aplicações biomédicas, interfaces neurais, energia sem fio, sistemas de RF e MMW.

João Paulo Camo. Professor da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, Brasil. Ele está envolvido na pesquisa de tecnologias de micro / nanofabricação para sistemas ópticos / RF e modo misto, sensores integrados de estado sólido, micro-atuadores, micro / nanodispositivos para uso em aplicações biomédicas e industriais. O professor Carmo também é vice-diretor do Grupo de Metamateriais, Microondas e Ótica (GMeta) da Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos, Brasil.

Em reunião com Elson Longo, Professor Emérito do Departamento de Química da Universidade Federal de São Carlos (DQ – UFSCar) e Diretor do CDMF, junto a João Paulo de Campos da Costa, doutorando no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (SEL-EESC) da USP, os professores discutiram o estabelecimento de um programa de cooperação científica em temas relacionados a desenvolvimento e aplicação de sensores na área medica e debater estratégias de pesquisa na área de materiais multifuncionais.

CDMF

O CDMF é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) apoiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), e recebe também investimento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), a partir do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia dos Materiais em Nanotecnologia (INCTMN).