Notícia

Carbono Brasil

Carlos Nobre ganha prêmio por trabalhos sobre aquecimento global na Amazônia

Publicado em 14 outubro 2009

Agência FAPESP

O climatologista Carlos Nobre é o ganhador do Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental. Escolhido pelos estudos desenvolvidos sobre mudanças climáticas e os efeitos do aquecimento global na Amazônia, o cientista recebeu o prêmio nesta terça-feira (13/10), no Rio de Janeiro.

Nobre é pesquisador titular do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e coordenador executivo do Programa FAPESP de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais.

Para Nobre, o prêmio é um reconhecimento da capacidade do Brasil em pesquisas sobre o sistema climático. Não é muito comum um cientista receber essa modalidade de prêmio. É um reconhecimento do esforço do cientista em mostrar seu importante papel na sociedade, disse.

De acordo com Nobre, as mudanças climáticas são uma séria ameaça à sustentabilidade do planeta e exige ações intensas e urgentes. A cada dia vemos que os impactos das mudanças climáticas estão presentes, não são para o futuro, disse. Segundo ele, os pesquisadores têm a responsabilidade de comunicar essa realidade com agilidade para orientar as ações políticas necessárias.

A entrega do prêmio foi feita em um veleiro holandês que refaz o trajeto do naturalista inglês Charles Darwin, cuja expedição há 177 anos levou às descobertas que o ajudaram a formular a Teoria da Evolução.

Esta é a segunda edição do Prêmio WWF-Brasil Personalidade Ambiental. Na primeira, em 2006, a ganhadora foi a então ministra do meio Ambiente, Marina Silva.