Notícia

Portal do Agronegócio

Capacitação em geotecnologias no Geopantanal aplica teoria ao dia a dia

Publicado em 09 novembro 2009

Cerca de 120 estudantes e profissionais participaram de cursos em geotecnologias no Pantanal, nos dias 7 e 8 de novembro de 2009, realizados na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, campus Pantanal, em Corumbá, MS

Os treinamentos abordaram a aplicação de dados de sistemas sensores e geotecnologias em estudos do bioma Pantanal, incluindo uso de GPS (sistema de posicionamento global) para georreferenciamento de imóveis rurais, sensoriamento remoto, métodos estatísticos espaciais e uso de imagens de satélite para análises ambientais.

O curso de tecnologia espacial na educação, voltado a educadores dos ensinos fundamental e médio e a alunos de licenciaturas, foi o que despertou maior interesse. Os participantes aprenderam a interpretar imagens de satélite que podem ser usadas em várias disciplinas, aplicando conhecimentos teóricos na solução de problemas reais, de acordo com a coordenadora Elisabete Caria Moraes, especialista em meteorologia.

Existe uma grande carência de equipamentos e professores especializados na região. Por isso, essa é uma oportunidade muito importante para inovar o ambiente educacional, na opinião de Zey Welington Gomes de Souza. "Jovem adora tecnologia e as imagens de satélite podem ser aplicadas no dia a dia, até mesmo para os alunos identificarem o espaço onde vivem", diz o estudante, que está concluindo a licenciatura em Geografia.

As capacitações integram o programa do 2° Simpósio de Geotecnologias no Pantanal - Geopantanal, realizado de 7 a 11 de novembro de 2009. A programação completa está disponível no endereço http://www.geopantanal2009.cnptia.embrapa.br, onde ainda podem ser feitas as inscrições para as sessões orais e de pôsteres. São esperadas em torno de 300 pessoas.

O 2° GeoPantanal é organizado pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP) e Embrapa Pantanal (Corumbá, MS), unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe); e Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - campus do Pantanal (UFMS/CPAN).

São patrocinadores do evento o Ministério do Meio Ambiente; a Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo - Fapesp; a Prefeitura Municipal de Corumbá, MS e a Vale. Conta, ainda, com apoio da Agência Espacial Brasileira - AEB; Mundo Geo; Sociedade de Especialistas Latino Americanos em Sensoriamento Remoto - Selper; e Revista Geografia, da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp/Rio Claro).