Notícia

EPTV

Cantareira ganhará dois parques

Publicado em 30 março 2010

O governo do Estado de São Paulo anuncia hoje a criação de quatro novas Unidades de Conservação. São elas a Floresta Estadual em Guarulhos, o Monumento Natural Estadual da Pedra Grande, e os parques estaduais de Itaberaba e de Itapetinga, todos na região da Cantareira. Em área total, elas equivalem a aproximadamente 40 parques Villa-Lobos em São Paulo.

A intenção com a criação dessas áreas protegidas é garantir a produção de água com qualidade para a Região Metropolitana de São Paulo, além de conforto climático, belas paisagens, lazer e a própria conservação da biodiversidade.

Os indicadores para a criação das Unidades de Conservação nas serras de Itaberaba e de Itapetinga foram identificados a partir do esforço de equipes da própria Secretaria do Meio Ambiente, Fundação Florestal, Instituto Florestal (IF) e da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da Cidade de São Paulo (RBCV).

O grupo técnico cruzou informações de um estudo do programa Biota, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que indica as áreas prioritárias para a criação de UC"s importantes para a proteção da fauna e flora, com um levantamento dos fragmentos relevantes de Mata Atlântica apontados no inventário florestal do IF.

Esse conjunto de dados, mapas e imagens foram sobrepostos, concluindo-se claramente pela importância de proteger 14.482 hectares da Serra de Itaberaba e 14.591 hectares da Serra de Itapetinga. Agora são quase 30 mil hectares de Mata Atlântica adjacentes aos 7,9 mil hectares do Parque Estadual da Cantareira.