Notícia

Terra

Canadá quer participar de projetos de segurança para Copa de 2014

Publicado em 09 agosto 2011

Empresas do Canadá estão interessadas em participar dos projetos de segurança pública previstos para a Copa do Mundo de 2014, anunciou nesta terça-feira o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, após se reunir com o primeiro-ministro canadense, Stephen Harper.

"Vamos realizar o Mundial de 2014 e há um interesse do Canadá em ser parceiro, de participar e fazer alianças em segurança pública", declarou Alckmin, após receber em seu escritório uma comitiva do governo canadense liderada por Harper.

O governador declarou que depois do diálogo com Harper surgiram "três pautas importantes" entre Canadá e São Paulo.

"Uma das pautas é em ciência e tecnologia com amplas possibilidades de convênios, alianças e ações conjuntas com organismos de pesquisa canadenses através da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo)", contou.

A outra frente de cooperação e negócios abordado no encontro foi a da participação da companhia canadense Bombardier, por meio de sua subsidiária brasileira de fabricação de trens, nos planos de expansão do metrô de São Paulo.

"Temos ambiciosos planos de ampliação das linhas de metrô e trens metropolitanos e a Bombardier, que é uma grande fabricante de trens, tem uma unidade de produção em nosso estado, na cidade de Hortolândia", ressaltou Alckmin.

Na segunda-feira, Brasil e Canadá criaram um Fórum de Altos Executivos de ambos países para ajudar os governos a identificar novas oportunidades de negócios e aumentar o comércio bilateral, depois da reunião em Brasília entre a presidente Dilma Rousseff e o primeiro-ministro canadense.

O fórum pretende também contribuir para um aumento do investimento canadense no Brasil, atualmente perto de US$ 9,7 bilhões (aproximadamente R$ 15,8 bilhões), número inferior em 53,8% aos investimentos brasileiros no Canadá.

O país da América do Norte é o principal destino dos investimentos brasileiros, com a Vale, a maior exportadora do País e uma das principais mineradoras do mundo, como a grande responsável pelo elevado investimento do Brasil nesse país.

Em 2006, a Vale adquiriu por US$ 13 bilhões (por volta de R$ 21,2 bilhões) o controle da companhia canadense Inco, a primeira produtora de níquel do mundo.

A troca comercial de ambos países no ano passado foi perto de US$ 5 bilhões (aproximadamente R$ 8,1 bilhões), dos quais US$ 2,3 bilhões (por volta de R$ 3,75 bilhões) correspondem às exportações brasileiras.

Após visitar o Palácio dos Bandeirantes, sede do Governo de São Paulo, Harper deve se reunir com empresários e visitar um projeto social em uma favela para concluir assim sua visita ao Brasil, que é a primeira etapa de uma viagem pela América Latina que inclui Colômbia, Honduras e Costa Rica.

A comitiva canadense também é integrada pelos ministros das Relações Exteriores, John Baird; de Comércio Internacional, Ed Fast; de Assuntos com América, Diane Ablonczy, e de Construção Civil e Condição Feminina, Rona Ambrose.