Notícia

Jornal do Comércio (AM)

Canadá deve financiar projetos brasileiros

Publicado em 22 outubro 2009

Foi anunciado em Ottawa, Canadá, pelo ISTPCanada (International Science and Technology Partnerships Canada), o lançamento de três editais relativos a projetos de colaboração em ciência e tecnologia entre o Canadá e o Brasil. Representando um aporte de cerca de US$ 1 milhão, que deverá alavancar dez vezes mais em fundos de outras fontes, públicas e privadas, os editais visam estimular o desenvolvimento de parcerias para pesquisa e desenvolvimento e a comercialização conjunta de novas tecnologias.

O lançamento desses editais é um marco importante para a concretização da colaboração entre o Canadá e o Brasil no âmbito do Acordo Quadro de Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação assinado em novembro de 2008 pelo ministro do Comércio Internacional do Canadá, Stockwell Day, e pelo ministro da Ciência e da Tecnologia do Brasil, Sergio Rezende. Ademais, a iniciativa contribui para fortalecer as relações políticas e comerciais entre os dois países. Os editais visam, assim, aumentar as trocas comerciais, identificando projetos que envolvam tecnologias, produtos e processos inovadores cuja aplicação possa ser feita a curto e médio prazo.

O primeiro edital, lançado em conjunto com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), está aberto a propostas conjuntas de empresas e institutos de pesquisa canadenses e do Estado de São Paulo em setores chave como o de tecnologias da informação e das comunicações (TIC - incluindo software), ciências da vida e o setor de energia renovável e células combustíveis.

O segundo edital, lançado unilateralmente pelo ISTPCanada, está aberto à participação de projetos de empresas e institutos de pesquisa canadenses que possuam parceiros em qualquer parte do Brasil. O terceiro - aberto a qualquer empresa ou instituto de pesquisa canadense que tenha um parceiro em qualquer lugar do Brasil -, prevê oportunidades apenas para a realização de workshops, seminários e eventos para o aprofundamento da cooperação bilateral em ciência, tecnologia e inovação.

As iniciativas irão ajudar as empresas inovadoras canadenses e brasileiras a tirar proveito do know how científico do país parceiro, identificar possibilidades de expansão comercial e a integrar novos circuitos de comercialização. De maneira global, as ações irão possibilitar ao Canadá e ao Brasil aproveitar as parcerias em ciência e tecnologia com vistas a promover a inovação, o investimento estrangeiro e o comércio neste período de retomada econômica pós-recessão.

"Os próximos projetos servirão para fortalecer nossas relações na área de ciência e tecnologia com o Brasil, que figura entre as economias mais diversificadas e que crescem mais rapidamente no mundo", afirmou o ministro do Comércio Internacional do Canadá, Stockwell Day. "Além disso, eles irão facilitar o desenvolvimento de novas tecnologias capazes de oferecer benefícios econômicos e sociais aos cidadãos de ambos os países", completou.

"No momento em que se multiplicam as atividades multidisciplinares em pesquisa e desenvolvimento e em que fica cada vez mais difícil atrair investimentos, reunir competências apropriadas e ter acesso aos mercados emergentes, fica evidente a necessidade de se estabelecer parcerias tecnológicas mundiais", afirmou o presidente do ISTPCanada, Henri Rothschild. "Esses editais permitirão às pequenas e médias empresas e a empresas bem estabelecidas a aproveitar a complementaridade de suas forças de pesquisa e desenvolvimento, unir os recursos para a inovação e, assim, acelerar a comercialização de novos produtos e serviços", acrescentou.