Notícia

A Cidade (Ribeirão Preto) online

Cana é foco de novo laboratório

Publicado em 07 julho 2006

Uma das culturas que movimenta o Estado de São Paulo e está prestes a ser a segunda principal fonte de energia do Brasil irá ganhar uma força. A cana-de-açúcar e o setor sucroalcooleiro serão o foco do novo Laboratório de Biologia Molecular Cana IAC, que o Instituto Agronômico irá inaugurar, em Ribeirão Preto, na próxima terça-feira, dia 11, às 16h.
Esse laboratório abre uma nova perspectiva para o Programa Cana IAC ao permitir a integração de pesquisas de base biotecnológicas com o melhoramento tradicional. Nos últimos oito anos, o IAC disponibilizou 12 novas variedades de cana por meio do melhoramento convencional, que requer cerca de 10 anos de pesquisa até obter nova variedade.
Com as novas ferramentas, espera-se reduzir o tempo necessário para o desenvolvimento de novos materiais e assim continuar a fortalecer o setor por meio da variabilidade genética, que evita grandes prejuízos em caso de ocorrência de doenças.
"As ferramentas da biologia molecular podem proporcionar a obtenção de variedades de cana em um período menor de tempo e, em casos específicos, com características que não poderiam ser obtidas por meio do melhoramento inteiramente convencional", diz Luciana Rossini Pinto, pesquisadora do IAC, órgão da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Com investimentos da FAPESP de R$ 235 mil foram adquiridos equipamentos como foto-documentador e termociclador.