Notícia

O Povo

Campanha visa desmistificar o câncer no Brasil

Publicado em 28 novembro 2000

O Hospital do Câncer, principal centro de pesquisa e prevenção do setor na América Latina, lançou ontem, em São Paulo, o Dia Nacional de Combate ao Câncer, uma campanha que será veiculada em todo o País para tentar desmistificar a doença. A campanha é uma parceria do Hospital e da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e faz parte de um programa de difusão que poderá durar até cinco anos. De acordo com dados do Hospital do Câncer, que realiza 4.700 cirurgias por ano, 70% dos casos da doença poderiam ser evitados se fossem diagnosticados precocemente. O campeão de incidência é o câncer de pele: a estimativa é que apareçam 42 mil novos casos este ano - o que representa um aumento de cerca de 17% em relação ao ano passado. Em seguida, vêm os casos de câncer de mama, com cerca de 29 mil casos estimados para este ano. A estimativa total do Inça (Instituto Nacional de Câncer) é que tenham surgido 285 mil novos casos de câncer no País este ano. Segundo o diretor do hospital, Daniel Deheinzelin, esta é a primeira vez que uma campanha dessa amplitude é realizada sem a participação do governo. Para o diretor, a campanha tem três objetivos principais: dizer que o câncer tem cura, incentivar o diagnóstico precoce e divulgar a importância da mudança de hábitos. "Mudanças simples como o controle da exposição a fatores de risco como tabaco, álcool e sol já seriam um grande avanço", diz. Na primeira etapa da campanha, que está sendo produzida pela agência J.W. Thompson e terá a duração de 15 meses, serão veiculados dois filmes para televisão e cinema, três anúncios de mídia impressa, outdoors e spots de rádio. As propagandas pretendem associar o câncer a determinadas atitudes. Uma das cenas do vídeo mostra uma mulher tomando sol, na qual aparece a legenda "câncer de vaidade". Segundo a coordenadora do projeto, Laís Pasqua, todos os profissionais envolvidos e veículos de comunicação estão trabalhando sem fins lucrativos.