Notícia

SEGS Portal Nacional de Seguros & Saúde

Câmara Brasil-Alemanha propõe imersão tecnológica na Alemanha

Publicado em 13 outubro 2016

A Câmara de Comércio e IndústriaBrasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo), em uma parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), proporciona a empresas brasileiras uma imersão tecnológica em centros de ponta em Inovação e Indústria 4.0 da Alemanha.

Uma comitiva de 23 representantes de empresas e instituições brasileiras desembarcou em Berlim, na última sefunda-feira (10 de outubro), para uma série de visitas a polos de referência em Inovação e Manufatura Avançada. A programação inclui um dia para alinhamentos conceituais sobre o projeto alemão para a Indústria 4.0 e quatro dias de visitas técnicas a centros de PD&I públicos e privados e plantas modelo, com o objetivo de promover cooperação entre as instituições alemãs e empresas que operam no Brasil. A imersão acontece do dia 10 até amanhã (14 de outubro).

“A Câmara Brasil-Alemanha entende que a Inovação é fundamental para que empresas e instituições caminhem alinhadas às tendências tecnológicas, com o intuito de alcançarem sempre posições de liderança em seus negócios. Por meio de iniciativas como esta, temos a oportunidade de oferecer às empresas e às instituições brasileiras um maior contato e troca de experiências com a Alemanha, país detentor de tendências, resultando em diferenciais competitivos e catalisando oportunidades”, comenta Bruno Vath Zarpellon, diretor de Inovação e Tecnologia da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo.

“A estratégia de termos um momento de alinhamento conceitual e sermos criteriosos na escolha dos centros visitados tem sido exitosa. Isso é colaboração academia-indústria na prática, e no timing do empresariado. Nas duas imersões já realizadas (nos Estados Unidos e no Brasil), mapeamos ao menos sete desdobramentos, como parcerias entre empresas e centros de pesquisa, e negócios na área de Tecnologia e Inovação”, destaca a diretora de Inovação da CNI, Gianna Sagazio.

O grupo, composto por empresários dos setores aeronáutico, de bens de capital, tecnologia da informação e comunicação, bem como por integrantes do governo, da academia e do terceiro setor, visitará plantas industriais de empresas como a Siemens, Bosch e Telekom. Entre os executivos brasileiros irão representantes da Embraer, GE, Microsoft e Liquigás. A imersão passará pela capital alemã e também pelas cidades de Amberg, Stuttgart e Frankfurt. No grupo, há representantes do MDIC, MCTIC, BNDES, INPI, SUFRAMA, SENAI, EMBRAPII, FAPESP, da Unicamp, entre outros órgãos e instituições.

O Programa de Imersões em Ecossistemas de Inovação está entre as prioridades definidas pela Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) para 2016, organizado pela CNI. A iniciativa integra a agenda de “Inserção Global via Inovação” da MEI e visa facilitar arranjos público-privados em ciência, tecnologia e inovação, incentivando a colaboração de empresas brasileiras com centros de PD&I que atuam na fronteira do conhecimento e no desenvolvimento de talentos para inovação.

A Indústria 4.0 tem sido considerada a nova Revolução Industrial. Entretanto, enquanto países como Alemanha, Estados Unidos e Coreia do Sul estão à frente do desenvolvimento e da aplicação industrial dessas inovações, o Brasil ainda explora pouco as oportunidades nesta área. Pesquisa recente da CNI mostra que apenas 48% das empresas usam uma entre as 10 principais tecnologias digitais.

Sobre a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo):
A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha de São Paulo (AHK São Paulo) desenvolve um papel essencial no fomento das relações econômicas entre os dois países. É uma instituição que representa oficialmente a economia alemã no Brasil, atuando como base para o fortalecimento e a diversificação dos negócios de seus associados, na atração de investimentos para o Brasil, na ampliação do comércio bilateral e na cooperação entre países.

Suas atividades englobam ações como eventos, seminários e congressos sobre temas factuais e de interesse, rodadas de negócios, suporte a delegações, assim como o apoio com informações estratégicas, econômicas e institucionais. Além disso, disponibiliza uma vasta opção de publicações e revistas temáticas e especializadas, Livro de Associados, Brochuras Institucionais e Governamentais etc. A mesma importância tem o apoio aos negócios de seus associados, assim como ampliar estrategicamente suas atividades nas áreas de Formação Profissional, Inovação, Inclusão, Mineração, Meio Ambiente, Energia e Eficiência Energética.

Este ano (2016), a AHK São Paulo celebra os seus 100 anos de existências com diversas iniciativas e ações em prol não apenas da sua história, mas também de seus associados, os quais são personagens ativos desse jubileu. A Câmara Brasil-Alemanha, que atua em 13 cidades brasileiras, congrega 1.200 associados, entre empresas de capital ou know how alemão instaladas no Brasil e companhias brasileiras e alemãs voltadas ao comércio exterior. Por meio da Câmara, os associados se beneficiam de uma rede de mais de 130 câmaras espalhadas em 90 países, além de 83 entidades do gênero na Alemanha.