Notícia

Envolverde

Butantan tem novo diretor

Publicado em 07 fevereiro 2011

Agência FAPESP - Jorge Elias Kalil Filho, professor titular de Imunologia Clínica e Alergia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), é o novo diretor do Instituto Butantan.

A nomeação para o novo cargo foi feita pelo secretário de Estado da Saúde, Giovanni Guido Cerri, em cerimômia no auditório do Museu Biológico, localizado no instituto, no dia 4. Kalil substitui Otavio Mercadante, que ficou oito anos no cargo.

Graduado em medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, o novo diretor do Butantan fez mestrado em Imunogenética e Imunopatologia e doutorado em Biologia Humana, pela Universidade de Paris VII, na França.

Kalil é coordenador do Instituto de Investigação em Imunologia, um dos Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia que têm apoio da FAPESP e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Como pesquisador, já publicou mais de 300 artigos em revistas científicas nacionais e internacionais. Coordena o projeto ``Estudo da resposta imune celular e humoral na terapia celular com células mononucleares autólogas da medula óssea para tratamento de pacientes com doença isquêmica crônica do coração``, apoiado pela FAPESP por meio da modalidade Auxílio à Pesquisa - Regular.

É diretor do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração e vice-presidente da International Union of Immunology Societies (IUIS). Foi eleito para a presidência da IUIS, que congrega 65 sociedades nacionais e cinco federações continentais de imunologia.

Definiu como prioridade em sua gestão a integração rápida entre pesquisa científica e a produção de soros e vacinas, que já corresponde a 80% de toda a produção nacional. No Butantan, o imunologista já havia atuado como membro do Conselho Diretor do instituto e do Conselho Curador da Fundação Butantan.

``Posso dizer que estou no lugar certo para fazer o que sempre sonhei, que é aliar a ciência, que sempre fez parte da minha vida, à produção prática de produtos que possam melhorar diretamente a saúde da população. A vacina é o meio médico mais eficaz que existe e vamos focar nisso``, disse.

Mais informações: http://www.butantan.gov.br e http://www.iii.org.br

(Envolverde/Agência Fapesp)