Notícia

Revista Museu

British Council e FAPESP promovem workshops de pesquisa científica

Publicado em 07 março 2015

BRASIL, São Paulo - Até o final de março, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e o British Council promovem uma série de workshops entre jovens cientistas do Estado de São Paulo e do Reino Unido, que serão realizados em instituições de ensino e pesquisa no Estado de São Paulo.

Ao todo serão dezesseis workshops, que receberão apoio financeiro do British Council, da FAPESP e do Fundo Newton de fomento à pesquisa e inovação em países emergentes. Os workshops incluem temas como água, agronegócios, linguística e mudanças climáticas, entre outros.

Lançada em 2013 no âmbito do programa Researcher Links, parceria entre a FAPESP e o British Council, a primeira chamada conjunta permitiu a realização de sete workshops com universidades brasileiras e britânicas.

Na segunda chamada, lançada em abril de 2014, foram recebidas 29 propostas de instituições acadêmicas do Brasil e do Reino Unido. Inicialmente, a previsão era de apoiar a realização de até seis workshops. Entretanto, devido à excelente qualidade das propostas apresentadas e ao apoio financeiro suplementar do Fundo Newton, FAPESP e British Council decidiram aprovar 16 propostas, que serão realizadas até o final deste mês.

O British Council, em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP), também selecionou novas propostas de workshops que serão realizados até março de 2016, reunindo universidades de todo o Brasil e do Reino Unido. A próxima chamada do programa Newton Fund Researcher Linksestá prevista para abril de 2015.

O Newton Researcher Links é um dos programas contemplados pelo Fundo Newton, que fomenta pesquisa e inovação em países emergentes e investirá £27 milhões (cerca de R$ 94 milhões) até 2017 no Brasil.

Colaboração internacional

Organizados por 16 instituições paulistas e britânicas, os workshops resultantes da chamada com a FAPESP serão realizados em inglês e abordarão temas diversos, como inclusão de pessoas com deficiência, papel social do esporte, eletroquímica, ecossistemas e uso da água, entre outros.

Até 40 pesquisadores participarão de cada workshop, sendo dois coordenadores do evento, um do Reino Unido e outro do Estado de São Paulo. Quatro outros pesquisadores líderes darão apoio à coordenação dos trabalhos como mentores dos eventos, dois do Reino Unido e dois do Estado de São Paulo.

Os demais participantes deverão ser pesquisadores em início de carreira, sendo até 17 do Reino Unido e 17 de instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo.

De acordo com Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP, os pesquisadores no Reino Unido têm estado entre os principais parceiros em projetos de pesquisa colaborativa de pesquisadores no Estado de São Paulo. Para ele, o Newton Fund é uma nova e importante fonte de recursos para ajudar a intensificar essa colaboração. 

Para Richard Masters, diretor do British Council no Brasil, “Colaborações internacionais melhoram a qualidade da produção científica e fortalecem a pesquisa tanto no Brasil quanto no Reino Unido. A variedade de temas dos workshops é uma prova de quanto os países podem cooperar”.

Sobre o Fundo Newton

Lançado no Brasil pelo Ministro das Finanças britânico George Osbourne em abril de 2014, o Fundo Newton de fomento à pesquisa e inovação em países emergentes investirá £75 milhões (aproximadamente R$ 262 milhões) anualmente em diversos programas que contemplam mobilidade, pesquisa e capacitação em 15 países, durante cinco anos. No Brasil, deverão ser investidos £27 milhões (aproximadamente R$ 94 milhões) até 2017. O fundo é parte do compromisso assumido pelo Reino Unido diante à comunidade internacional de promover iniciativas que fortaleçam o desenvolvimento social e econômico de países emergentes. Os programas contemplados com recursos do Fundo Newton serão estabelecidos entre instituições brasileiras e britânicas, que em parceria serão responsáveis pela divulgação e seleção de chamadas.

Sobre o British Council

O British Council é a organização internacional do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Nosso trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança através do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países com cerca de 8000 funcionários, trabalhando com parceiros como os governos em diversas instâncias, organizações não governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas a promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais. Somos uma organização britânica, sem fins lucrativos, e o objetivo do nosso trabalho é tornar o Reino Unido e o mundo todo mais próspero e seguro. www.britishcouncil.org.br

Sobre a FAPESP

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) é uma instituição pública com a missão de apoiar a pesquisa e o desenvolvimento científico e tecnológico no Estado de São Paulo. A FAPESP seleciona e apoia projetos de investigação em todas as áreas do conhecimento, apresentados por pesquisadores ligados a instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. A seleção de projetos é feita com base na revisão por pares (peer review), metodologia que utiliza pareceres emitidos por pesquisadores brasileiros e estrangeiros não vinculados à Fundação. Em 2014, a Fundação desembolsou R$ 1,2 bilhão para apoio a projetos de pesquisa científica e tecnológica. Mais informações em www.fapesp.br.

Serviço:

PESQUISADORES/ PROJETO/ DATA/ LOCAL
- Adroaldo José Zanella (Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia / USP) e Aasdair Cook (University of Surrey)
A ”One health - One welfare” approach to animal and human well-being in diverse urban, peri-urban and rural communities in São Paulo/ 9-13 de março de 2015/ Pirassununga

- Charlotte Marie Chambelland Galves (Instituto de Estudos da Linguagem / Unicamp) e Susan Pintzuk (University of York)
The new historical linguistics and the world of annotated corpora
9-13 de março de 2015/ Campinas

- Enicéia Goncalves Mendes (Centro de Educação e Ciências Humanas / UFSCar) e Richard Rose (University of Northampton) 
Becoming visible: comparing inclusive and special education policies, practices and research in Brazil and UK
12-14 de março de 2015/ São Carlos

- Ernesto Chaves Pereira de Souza (Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia / UFSCar) e Angel Cuesta 
(University of Aberdeen)
Electrochemical Solutions for Contemporary Problems (ELSOL)
9-13 de março de 2015/ São Carlos

- Isak Kruglianskas (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade / USP) e Prasanta Dey
(Aston University)
Research excellence and international collaboration on corporate response to climate change
9-12 de março de 2015/ São Paulo

- José Gilberto de Souza (Instituto de Geociências e Ciências Exatas Rio Claro / Unesp) e Antonio Ioris
(University of Edinburgh)
Water as the frontier of agribusiness: politico-ecological and socio-economic connections from farms to global market
9-13 de março de 2015/ Rio Claro

- José Roberto Castilho Piqueira (Escola Politécnica / USP) e Murilo da Silva Baptista (University of Aberdeen)
Integrative research challenges of complex systems for technological applications
8-13 de março de 2015/ São Paulo

- Marcilio Alves (Escola Politécnica / USP) e Qingming Li (University of Manchester)
Automobile safety in developing countries
5-8 de março de 2015/ São Paulo

- Marcos Silveira Buckeridge (Instituto de Biociências / USP) e Maurice Bosch (Aberystwyth University)
Using systems and synthetic biology to tailor plant cell walls for a better future
9-12 de março de 2015/ São Paulo

- Maria Clara Padoveze (Escola de Enfermagem / USP) e Stephen Timmons (University of Nottingham)
Qualitative study design in healthcare-associated infection research
9-13 de fevereiro de 2015/ São Paulo

- Maria Inês Zanoli Sato (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo - Cetesb / SMASP) e Huw Taylor
(University of Brighton) 
New approaches to monitoring and managing waterborne disease transmission in Brazil and the UK
2-6 de fevereiro de 2015/ São Paulo

- Michel Georges Albert Vincentz (Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética / Unicamp) e Alex Webb
(University of Cambridge) 
Advances in plant growth and development
23-27 de março de 2015/ Campinas

- Ricardo Ricci Uvinha (Escola de Artes, Ciências e Humanidades / USP) e Simone Fullagar (University of Bath) 
Sport and social transformation in Brazil
10-13 de março de 2015/ São Paulo

- Ronaldo Adriano Christofoletti (Instituto de Saúde e Sociedade / Unifesp) e Stuart Jenkis (Bangor University)
Global change in coastal marine ecosystems: science, policy and sustainable development
17-20 de março de 2015/ Santos

- Rui Curi (Instituto de Ciências Biomédicas / USP) e Susan Ozanne (University of Cambridge)
Mechanisms underlying developmental programming in metabolic diseases – insight into preventive strategies
2-4 de fevereiro de 2015/ São Paulo

- Sergio Luiz Monteiro Salles Filho (Instituto de Geociências / Unicamp) e Jakob Edler (University of Manchester)
Innovation systems and policy mix towards multidimensional development
3-6 de março de 2015

Fonte: Conselho Britânico