Notícia

O Guia da Cidade

Brasileiros vão estudar produção de energia das explosões solares

Publicado em 05 abril 2013

Uma equipe de cientistas brasileiros vai estudar a produção de energia das explosões solares através de equipamento de observação que será enviado a 40 quilômetros da superfície da Terra, em voos de longa duração a bordo de balões estratosféricos.

Os especialistas observarão a faixa dos terahertz (THz) do espectro eletromagnético, situada entre as micro-ondas e o infravermelho próximo, foi praticamente desconsiderada até recentemente, de acordo com a "Agência Fapesp".

Segundo o coordenador do projeto, Pierre Kaufmann, é necessária a análise estratosférica, pois a atmosfera terrestre é opaca para essas ondas de alta frequência. A meta, de acordo com o cientista do Centro de Radioastronomia e Astrofísica Mackenzie (Craam) da Universidade Presbiteriana Mackenzie, é "compreender melhor a produção de energia em explosões solares".

A equipe comandada por Kaufmann analisa realizar dois voos de longa duração com balões, com a esperança de capturar alguma explosão solar. "São poucas as oportunidades", admitiu o pesquisador.

Está previsto que o primeiro desses voos tenha duração de entre 7 e 10 dias, e se realize em julho ou agosto de 2014 sobre a Rússia. O segundo voo poderia ser de duas semanas de duração, em 2015 ou 2016, sobre a Antártica. A pesquisa conta com cooperação do Instituto de Física Lebedev de Moscou e da Universidade da Califórnia em Berkeley.