Notícia

Terra

Brasileiros são finalistas em concurso de PC do futuro

Publicado em 13 março 2006

Marcos Garamvolgyi e Rubem De Floriani, dois designer brasileiros, ficaram entre os finalistas de um concurso promovido pela Microsoft. Os inscritos na competição, chamada Start Something, tinham que criar o conceito de um computador inovador e funcional

Veja alguns dos projetos
O projeto dos brasileiros do Instituto Nacional de Tecnologia do Rio de Janeiro, batizado Glass Eyes, consiste em um computador que utiliza projeção e um controle multi-funcional. Os brasileiros ficaram entre os 12 finalistas da categoria Living Lifestyle, para computadores de utilidade pessoal, e entre os 32 no ranking geral.
O Glass Eyes, tem dois projetores, um para a tela e outro para o teclado virtual. "O modelo tem o formato de um disco voador e as dimensões de um DVD. Uma das grandes vantagens é que as tecnologias de projeção permitem criar uma imagem tão grande quanto for necessária", disse Garamvolgyi para a Agência FAPESP. "O mouse funciona como uma espécie de controle remoto. Além de todas as funções convencionais, a idéia é desenhar com ele em cima da projeção e fazer aplicações de TV digital, unindo internet e televisão de alta definição", completou.
O computador não passa de um conceito, mas os designers pretendem colocar sua idéia na prática. "O mercado já conta com todas as tecnologias de projeção para o Glass Eyes funcionar. Por isso, nossa intenção é criar um modelo volumétrico e desenvolver um protótipo comercial em parceria com a iniciativa privada", disse Garamvolgyi.