Notícia

Portal T5

Brasileiros criam ferramenta para identificar fake news nas redes sociais; saiba como funciona

Publicado em 16 outubro 2018

Pesquisadores da Universidade de São Paulo e da Universidade Federal de São Carlos criaram uma ferramenta para identificar fake news em aplicativos de troca de mensagens. Batizado de “Detecção Automática de Notícias Falsas para o Português”, o projeto tem como objetivo checar a veracidade de conteúdo compartilhado nas redes sociais.

A plataforma, em fase de testes, está liberada gratuitamente no link https://otwoo.app/nilc-fakenews

Para verificar a confiabilidade do conteúdo, basta enviar a mensagem automática “Nilc-FakeNews” via WhatsApp. O programa, então, mandará um texto também automático, solicitando o corpo da notícia. Ao serem identificados indícios de falsidade, o sistema alerta o usuário. Caso contrário, uma mensagem aparecerá indicando que o texto é possivelmente verdadeiro.

Roney Lira, um dos desenvolvedores do projeto e doutorando do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP em São Carlos, explica a importância da tecnologia para a checagem. “A inteligência artificial vem para automatizar e pegar esses padrões que aparecem nas redes sociais”, destaca.

Entre as dificuldades do estudo está a identificação das verdades ou mentiras parciais, comuns também em fake news. Porém, a confiabilidade do projeto é de 90%.

Segundo a Jovem Pan, para formalizar o programa, foram utilizadas 7,2 mil notícias, divididas entre totalmente verdadeiras ou totalmente falsas. Elas foram selecionadas e apuradas manualmente para confirmar o teor real ou mentiroso.

Após o desenvolvimento do sistema, o grupo pretende focar os estudos na checagem automática de conteúdos.

O projeto recebe recursos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica, do CNPq, e das agências de fomento CAPES e FAPESP.

Por Redação Portal T5