Notícia

Planeta Universitário

Brasileira é nomeada membro da National Academy of Medicine

Publicado em 19 dezembro 2019

Por Agência FAPESP

A médica fisiatra Linamara Rizzo Battistella, professora titular da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e idealizadora da Rede Lucy Montoro, tomou posse como membro efetivo da National Academy of Medicine, dos Estados Unidos. A indicação se deu em setembro de 2018, e a nomeação ocorreu em outubro de 2019, em uma cerimônia em Washington. Pela primeira vez uma brasileira ocupa a posição. Victor Dzaun, presidente da academia, salientou a contribuição que a atuação de Battistella terá para as áreas da Saúde, Medicina e a Ciência no mundo. Fundada em 1970, a National Academy of Medicine é uma das três academias científicas norte-americanas que compõem a National Academies of Sciences, Engineering, and Medicine. O objetivo da organização é fornecer informações e conselhos imparciais baseados em evidências sobre políticas de saúde e ciência a formuladores de políticas, profissionais, líderes em todos os setores da sociedade e ao público em geral.

Battistella fundou a Rede de Reabilitação Lucy Montoro em 2008, que atualmente conta com 19 unidades em funcionamento. A rede oferece reabilitação para pessoas com deficiência e doenças incapacitantes, com atendimento realizado por uma equipe multidisciplinar, composta por médicos fisiatras, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros profissionais especializados.

Agência FAPESP

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Blog A Crítica Na Cuia da Cris Sociedade Científica