Notícia

94 FM (Bauru, SP)

Brasileira descobre semente que inibe câncer de mama agressivo

Publicado em 16 outubro 2018

A substância da semente de uma planta inibiu a progressão de um câncer de mama agressivo e pode se transformar em tratamento da doença no futuro. Pesquisadores brasileiros, da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp – descobriram em estudo apoiado pela Fapesp, que essa molécula é capaz de inibir a metástase do câncer de mama triplo-negativo e de outros tipos de tumor, como o gástrico e o melanoma. O tumor de mama triplo-negativo, ainda sem tratamento, foi freado pela proteína da semente da árvore tamboril em estudos iniciais. Essa substância foi isolada por Maria Luiza durante seu doutorado, no final da década de 1980. As análises dessas moléculas em diferentes modelos fisiopatológicos, como de inflamação, trombose e tumor, tanto in vivo como in vitro, indicaram que, além de antitumoral, elas apresentam propriedades anti-inflamatória, antimicrobiana e antitrombótica. Agora será preciso avançar nas pesquisas, antes de a proteína da semente do tamboril virar um possível remédio contra o câncer de mama.

Crédito: http://www.sonoticiaboa.com.br/2018/10/13/brasileira-descobre-semente-inibe-cancer-mama-agressivo/