Notícia

Tintas & Vernizes

Brasilata é líder em inovação

Publicado em 01 junho 2007

Em sessão realizada no dia 24 de maio de 2007, foi lançado a primeiro edição do índice Brasil de inovação (IBI), trabalho idealizado pela revista Inovação Uniemp e desenvolvido pelo Departamento de Política Científica e Tecnológica (DPCT/IG/Unicamp), com o apoio da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquiso do Estado de São Paulo).

O índice Brasil de Inovação é construído com base nas informações coletadas pelo IBGE na pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica (Pintec 2003) e complementados com dados específicos da Pesquisa Industrial Anual e índices sobre potentes fornecidos pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). O IBI divide as empresas com base no CNAE (Cadastro Nacional de Atividade Econômico) e os classifica em quatro grupos setoriais: de alto, médio, médio-baixo e baixo tecnologia.

Situada no Grupo Setorial 3, de média-baixa intensidade tecnológico, que inclui fabricantes de artigos de borracha e plástico; confecção de itens de vestuário e acessório; móveis e indústrias diversas; metalurgia básico e produtos de metal, a Brasilata é líder e apresenta o mais alto indicador com 12,l 7 entre as outras duas empresas classificadas, o Faber Castell (4,16) e a Usiminas (0,98).

A premiação foi realizada no VII Congresso Iberoamericano de Indicadores de Ciência e Tecnologia quando foram apresentados os outros melhores desempenhos: Delphi, Embraer, Marcopolo, Silvestre Labs, Vallée, Natura, Santista Têxtil, Grendene e Rigesa. A pesquisa do IBI analisa fatores como investimento em pesquisa e desenvolvimento, recursos humanos, patentes concedidos e a participação de produtos inovadores no total das vendas das empresas.