Notícia

Quimiweb

Brasil transmitiu aos EUA a presidência da Plataforma para o Biofuturo, principal fórum internacional sobre bioenergia

Publicado em 26 maio 2021

O Secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty, embaixador Sarquis Sarquis, transmitiu a presidência da Plataforma para o Biofuturo aos EUA durante cerimônia de abertura da conferência virtual da iniciativa voltada à promoção da bioeconomia e bioenergia.

“Nos últimos cinco anos, logramos um progresso considerável na consolidação da Plataforma para o Biofuturo como o principal fórum internacional para promoção da bioeconomia sustentável como componente-chave da transição energética”, afirmou o embaixador Sarquis Sarquis, Secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty, ao transmitir ao governo dos EUA a presidência da coalizão internacional, que visa contribuir para a luta contra a mudança do clima por meio da aceleração da bioeconomia.

A passagem de bastão da presidência da Plataforma para o Biofuturo foi um dos marcos da abertura da conferência internacional Biofuture Summit II/Brazilian Bioenergy Science and Technology Conference (BBEST) 2020-21. A conferência, organizada pelo governo brasileiro, através do Itamaraty, e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), com apoio da APEX-Brasil, reúne virtualmente representantes de governos, órgãos internacionais, setor empresarial e pesquisadores de mais de 30 países entre (25/05) e quarta-feira (26/05). Estão previstas mais de 150 sessões digitais em seus três dias de trabalho.

Na conferência, o Secretário Sarquis ressaltou que, em todas as projeções e cenários elaborados por agências internacionais, está claro que tanto a bioenergia de baixo carbono quanto a bioeconomia têm papel preponderante nos esforços mundiais para mitigar o risco de mudança climática. “A bioenergia e a bioeconomia são também setores intensivos em empregos, promovem o desenvolvimento, agregam valor à produção rural, contribuem para diversificar as fontes de energia e aumentam a segurança energética dos países que as desenvolvem”, afirmou.

Passagem de bastão

As regras de governança da Plataforma para o Biofuturo preveem um mandato rotativo para a presidência, e a partir de 1º de junho deste ano ela passa oficialmente do Brasil para os EUA, o que foi formalizado durante a cerimônia de abertura da Conferência. Essa mudança foi aprovada unanimemente pelos países membros e, segundo a diplomacia brasileira, traz fôlego e maturidade institucional à iniciativa.

O Vice-Secretário de Energia David Turk representou o governo dos EUA na cerimônia de abertura, que abriu a Conferência e sacramentou a passagem da presidência da Biofuturo. “Quero agradecer sinceramente ao Brasil pelo lançamento, liderança e condução da Plataforma para o Biofuturo. Desde seu lançamento, a Plataforma foi um instrumento chave à frente desse trabalho de colaboração multilateral”, afirmou Turk. “Os EUA estão entusiasmados em assumir a presidência da Biofuturo. Em consulta com o Brasil e os outros membros, nosso foco será em aceleração tecnológica, fomento à conformação de cadeias sustentáveis de biomassa, estímulo ao financiamento verde, e em forjar o consenso ambiental sobre o papel da biomassa como elemento chave da revolução tecnológica da energia limpa”.

Em um balanço da liderança brasileira à frente da coalizão internacional, o embaixador Sarquis resumiu: “a Biofuturo preencheu uma lacuna importante no debate internacional sobre transição energética e mudança do clima, pois quando a iniciativa foi lançada, a bioenergia era praticamente ignorada entre as soluções importantes”. Segundo ele, o Brasil, que tem de longe a matriz energética mais limpa entre as grandes economias do mundo, em boa parte graças à bioenergia, esteve bem posicionado para constituir e liderar esse esforço, ao qual continuará a dar apoio.

Entre as realizações da coalizão internacional sob a liderança brasileira, o Secretário Sarquis lembrou a Declaração da Visão do Biofuturo, o relatório Criando o Biofuturo, assim como os princípios assinados pelos governos participantes para a recuperação e aceleração da bioeconomia pós-Covid que, na prática, é um guia para programas de recuperação que visem tanto a criação de empregos quanto a preservação do meio ambiente. Sarquis também anunciou o lançamento de uma campanha internacional da Biofuturo, nos próximos dias, com o apoio do setor privado, focada no desafio de substituição de carbono oriundo de matérias primas fósseis por produtos da bioeconomia renovável.

Dentre as mais de 150 apresentações da conferência Biofuture Summit II / BBEST2020-21, o Secretário chamou a atenção para a importância do debate ao vivo, que ocorrerá amanhã (25) pela manhã, sobre os primeiros resultados e próximos passos para a “Planta Baixa de Políticas para Bioeconomia”, um trabalho em andamento da Plataforma para o Biofuturo. Segundo ele, o Brasil continuará a atuar para fortalecer a plataforma multilateral e a integrar o grupo central de cinco países que direcionam a iniciativa.

O Brasil está na presidência da Plataforma para o Biofuturo desde 2016, tendo concebido e liderado sua criação. Em 2019, a Agência Internacional de Energia (IEA), ligada à OCDE, assumiu a função de facilitador, o que ampliou o prestígio da iniciativa. Criada na COP 22, em 2016, a partir da intensa atuação da diplomacia brasileira, a Biofuturo congrega 20 governos – dentre eles Estados Unidos, China, Índia e Canadá, além de países do sudeste asiático, do Mercosul e representantes da comunidade europeia – e tem por finalidade difundir políticas de incentivo à geração de bioenergia e biocombustíveis.

O esforço brasileiro rendeu frutos estratégicos para o desenvolvimento do mercado internacional de biocombustíveis. Segundo o diplomata brasileiro Renato D. Godinho, encarregado da condução da presidência da Biofuturo até o momento, “o fato de que os EUA, sob administração Biden, tenham pleiteado assumir a presidência da Biofuturo é uma mostra da relevância e credibilidade internacionais que a iniciativa angariou sob a presidência brasileira, e abre caminho para reforçar ainda mais o trabalho da coalizão para inserir a bioenergia e a bioeconomia no centro do debate sobre transição energética e nas políticas de combate à mudança do clima”.

Sobre o Biofuture Summit II / BBest 2020-21: O Biofuture Summit é a principal conferência de debate e troca de experiências em políticas públicas promovida pela Plataforma para o Biofuturo. Para sua segunda edição, o Biofuture Summit — organizado pelo Ministério das Relações Exteriores, que conduz a presidência da Biofuturo — juntou-se à quarta edição da conferência científica Brazilian Bioenergy Science and Technology (BBest) — organizada pelo Programa de Pesquisa em Bioenergia da FAPESP —, para realizar um evento conjunto trazendo à luz o que há de mais avançado em políticas, financiamento, tecnologias, e ciência relacionadas à bioenergia e à bioeconomia em suas diversas formas. Participam do evento representantes de governos, órgãos internacionais, setor empresarial e pesquisadores de mais de 30 países. A Biofuture Summit II/BBEST2020-21 será totalmente online e acontece entre os dias 24 e 26 de maio. Mais informações acesse https://bbest-biofuture.org/

Fonte: Revista Oil & Gas Brasil

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Valor Econômico Valor Econômico online Valor Econômico online BOL O Globo online Jornal Dia Dia Canal – Jornal da Bioenergia online Canal da Cana Jornal Dia Dia Portal Macaúba Canal da Cana Canal – Jornal da Bioenergia online Revista Digital Oil & Gas Brasil Notícias Agrícolas Sou Ecológico Jornal Dia Dia Portos e Navios online IDEA UDOP - União dos Produtores de Bioenergia InfoSolar Minas Petro UDOP - União dos Produtores de Bioenergia Portal Canaonline Espaço Ecológico no Ar JorNow Jornal Dia Dia Canal da Cana Sindicombustíveis Bahia - Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia Sindiposto (GO) Madeira Total IDEA UDOP - União dos Produtores de Bioenergia TN Petróleo online UDOP - União dos Produtores de Bioenergia Notícias Agrícolas Mundo N IDEA JorNow IDEA Meio Filtrante online SEGS Portal Nacional de Seguros & Saúde SEGS Portal Nacional de Seguros & Saúde Brasil Energia O Nortão online Siamig Siamig Revista Digital Oil & Gas Brasil JorNow TV Terra Viva Correio de Araxá online O Nortão online Jornal do Comércio do Ceará online Inovação Tecnológica Jornal da Cidade (Bauru, SP) online Portal Canaonline TN Petróleo online Blog A Crítica Canal da Cana Finanzen (Áustria) PR Newswire (EUA) Portal Neo Mondo Investe São Paulo LatinFinance (EUA) E&P Brasil Revista Cenarium online Mundo e Meio Finanzen.ch (Suíça) Benzinga (EUA) Agência Brasil China Notícias Agrícolas PR Newswire (Reino Unido) TMCnet.com (EUA) WFMZ-TV 69 News (EUA) APROBIO - Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil Yahoo Finance (EUA) Plantão News (MT) Brazilian Times (EUA) Portal CanaMix E&P Brasil Revista Analytica online Funverde Um Só Planeta Saense Jornal Dia Dia Portal do Agronegócio Jornal Dia Dia Revista Digital Oil & Gas Brasil Brasil Amazônia Agora Condor Agronegócios Notícias Agrícolas Campo e Negocios Campo e Negocios