Notícia

A Folha (São Carlos, SP)

Brasil tem o maior banco de genes de frutas cítricas

Publicado em 10 janeiro 2007

Cientistas brasileiros seqüenciaram cerca de 55 mil genes únicos de frutas cítricas, sendo 32 mil só de espécies de laranjas, criando o maior banco de dados científicos no setor no mundo. O projeto visa a desenvolver mapas, identificando genes associados com a resistência a doenças que ameaçam seriamente a citricultura atividade estratégica para a agricultura brasileira, com faturamento anual de US$ 1,5 bilhão.
"Trata-se de uma ampla cobertura do genoma expresso de uma planta, configurando um banco de informações valioso. Mas o genoma é uma etapa do processo -estamos interessados em integrar e usar essas informações no melhoramento genético, que é nosso objetivo fundamental", disse.
Marcos Machado, diretor do Centro Apta Citros do Instituto Agronômico, de São Paulo, à Agência Fapesp.
A pesquisa, iniciada em 2001, foi realizada pelo Instituto do Milênio de Integração de Melhoramento Genético, Genoma Funcional e Comparativo de Citros, que é coordenado por Machado. Segundo ele, alem do banco de dados, a pesquisa gerou diferentes híbridos que estão sendo avaliados em condições de campo.
O próximo passo dos pesquisadores do Instituto Agronômico é a negociação com grupos americanos para definir a participação brasileira no projeto de sequenciamento completo do genoma da laranja. A equipe viajara em janeiro até o Joint Genome Institute, do Departamento de Energia dos Estados Unidos.