Notícia

Correio do Povo (Porto Alegre, RS)

Brasil tem mais de 26 mil embriões para pesquisa

Publicado em 12 setembro 2008

Estão cadastrados oficialmente no Brasil, até o momento, 47.570 embriões humanos produzidos por meio de fertilização in vitro e ainda não utilizados no respectivo procedimento. O dado é do Sistema Nacional de Produção de Embriões (SisEmbrio), criado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para estabelecer quantos embriões podem ser destinados para estudos científicos e terapia. Do total, 26.887 podem ser doados, sendo que 25.120 são disponíveis e 1.767 inviáveis para fins de reprodução. A estimativa da Anvisa, no entanto, é de que os números sejam maiores. Pode chegar a 110 mil a quantidade de embriões humanos produzidos por fertilização in vitro. Das cerca de 120 clínicas de reprodução humana existentes no País, apenas 50 encaminharam as Informações para o SisEmbrio. Segundo a Anvisa, os bancos de células e tecidos germinativos que não fizeram o cadastramento podem destinar embriões para pesquisa, desde que atendam ao Decreto 5.591/2005. (Agência Fapesp)