Notícia

Jornal do Brasil

Brasil se destaca em artigos científicos

Publicado em 22 agosto 2009

O Brasil é o segundo país do mundo a submeter artigos científicos para publicação numa revista especializada em doenças negligenciadas - aquelas que não despertam interesse de laboratórios para desenvolvimento de novos remédios. O número de artigos publicados só é menor do que dos Estados Unidos. Inglaterra e a França dividem a terceira posição no maior número de submissões de artigos.

A revista PLoS-Neglected Tropical Diseases, em editorial na sua mais recente edição, destacou também as contribuições de outros países da América Latina, como Peru, México e Argentina. Cerca de metade dos trabalhos submetidos é de países do Hemisfério Sul.

A revista foi lançada em 2007, como a primeira publicação de acesso livre dedicada à divulgação de estudos sobre doenças tropicais negligenciadas, como elefantíase, hanseníase, esquistossomose ou chagas.

No editorial, os professores Peter Hotez, do Núcleo Medicinal da Universidade George Washington, e Serap Aksoy, da Escola de Saúde Pública de Yale, ambos nos Estados Unidos, apontam que "as submissões do Brasil têm sido de qualidade extremamente alta e abrangem uma amplitude de tópicos, de patogênese molecular e aspectos clínicos à epidemiologia e política".

"Tem havido ampla representação de diversos institutos de pesquisa (como a Fundação Oswaldo Cruz) e de universidades. Tivemos recentemente a oportunidade de participar do Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, realizado este ano no Recife, de forma a agradecer à comunidade científica do país pelo seu apoio e interesse em nossa publicação", disseram os edirores da revista.

A revista também tem recebido colaborações de países da África, como Quênia e Uganda e também da Ásia, como China e Índia.

Da Agência Fapesp